SP ganha 1ª escola voltada à capacitação de pessoas em situação de rua

Oferecer uma oportunidade de reinserção socioeconômica às milhares de pessoas que se encontram atualmente em situação de rua na cidade de São Paulo é o grande objetivo da Escola Cozinha Solidária.

Localizado no centro da capital paulista, no bairro de Santa Cecília, o espaço – que será inaugurado amanhã, 10 de fevereiro – 

Oferecerá capacitações técnicas na área de Cozinha e Culinária aos sem-teto do município, além de cursos sobre temáticas relacionadas a Direitos Humanos

A fim de garantir maior preparo a quem hoje busca por uma oportunidade de emprego para sair da situação de calçada.

A iniciativa é uma parceria entre as organizações sem fins lucrativos Movimento Estadual da População em Situação de Rua de São Paulo, que atua com a causa há mais de 20 anos, e Instituto Bibli-ASPA

Que trabalha com refugiados – inclusive aqueles que, por diferentes motivos, buscam refúgio nas ruas.

Equipada com cozinha industrial, a Escola Cozinha Solidária também será usada para preparação diária de marmitas para as pessoas em situação de rua da capital paulista. 

A distribuição de comida já é feita, há anos, pelo Movimento Estadual da População em Situação de Rua de São Paulo e agora ganhará escala com o novo espaço.

Que seja a primeira de muitas escolas voltadas à capacitação profissional das milhares de centenas de pessoas que vivem hoje em situação de rua no Brasil.

 Às vezes, uma oportunidade digna de emprego é tudo o que falta para alguém conseguir sair da condição de calçada…