Paraíba inaugura condomínio público para idosos em situação de vulnerabilidade

A cidade de João Pessoa, na Paraíba, fez uma para ser lembrada: ela construiu o primeiro condomínio residencial público exclusivo para idosos do Brasil.

Chamado de Cidade Madura, o local abriga dezenas de idosos, em casas de 54 m², que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Todas as residências foram estruturadas para receber um casal.

Nas áreas comuns, praça, pista de caminhada, academia ao ar livre e campo de futebol.

Os moradores também contam com uma unidade de saúde à sua disposição, centro de convivência, horta, redário e guarita para garantir sua segurança.

Segundo o governo, foram investidos R$ 4 milhões na obra. Novas unidades também serão construídas nas cidades paraibanas de Campina Grande e Cajazeiras.

Vale explicar que as casas não são próprias, são emprestadas, mas que os idosos podem morar lá pelo tempo que quiserem.

“Parece um pedacinho de céu que Deus me deu na vida”, diz a aposentada Daura Silva Farias.

“Vou me preparar para fazer exercícios e aproveitar para voltar a bater uma bolinha”, anima-se José Máximo,

o ex-jogador de futebol Zezito, que atuou pelo Santa Cruz de Pernambuco e foi tricampeão pelo Botafogo da Paraíba.

“Estou muito feliz e agradecido por esta iniciativa e, para ser sincero, é preciso ser muito forte para aguentar uma emoção dessas.

 Se isso for um sonho, eu não quero acordar”, conta Severino Ramos de Oliveira, cantor e compositor que marcou a cena

Cultural de João Pessoa nos anos 50 como Parrá. A alegria deles é de fazer marejar os olhos…

Emília Correia Lima, presidente da Companhia de Habitação Popular da Paraíba, acredita que esse exemplo estadual de dar ao idoso o direito de viver,

E não apenas de sobreviver, tem grande potencial para ser replicado em outros lugares do país. Demorou!