Jovens são premiados pela Nasa por criar inovação que retira microplásticos da água

Um dos grandes problemas ambientais da atualidade, os microplásticos representam mais da metade de todo plástico descartado nos oceanos, com o agravante de que não são vistos a olho nu.

Como combater um inimigo de milímetros?

Cansados de soluções mirabolantes e de difícil implementação, cinco jovens de Salvador, na Bahia, 

Desenvolveram um dispositivo “inovador, criativo, viável e escalável” para retirar os microplásticos dos oceanos.

Batizado de Ocean Ride, o dispositivo é inspirado no Gerador Van Der Graaff, uma máquina eletrostática inventada no início do século 20, nos Estados Unidos

E, considerada fundamental para diversas descobertas de Física Nuclear, uma vez que produz altas tensões e as usa para acelerar partículas de átomos.

Baseados no princípio da invenção, os estudantes – que têm entre 18 e 23 anos de idade – desenvolveram um sistema capaz de atrair o microplástico por meio de corrente eletrostática.

 Assim, o Ocean Ride funciona como uma rede: a água do mar entra no dispositivo, seu sistema atrai as partículas de microplástico por meio de eletrostática

E, então, um filtro de microporosidade as retém. Resultado: a água do mar sai do equipamento e é devolvida aos oceanos livre dos resíduos.

O dispositivo, que pode ser facilmente instalado em qualquer embarcação ou plataforma marítima, já foi testado com sucesso na Baía de Todos os Santos, na Bahia

 E garantiu aos cinco jovens brasileiros o primeiro lugar em um hackathon global da Nasa, a Agência Espacial Americana, em que outros 239 mil projetos de 80 diferentes países concorreram.

Agora, o Cafeína Team, como se autodenomina o grupo, mergulhou na segunda fase do projeto, em que estuda maneiras de tornar economicamente viável o uso da tecnologia em larga escala.

 Entre as propostas, eles sugerem a venda do microplástico filtrado dos oceanos para a indústria de reciclagem

E também incentivos fiscais a empresas geradoras de resíduos plásticos (quase todas!) que aderirem à tecnologia.

Assista, abaixo, a um vídeo em que eles contam um pouco mais sobre a iniciativa!