Empatia é matéria obrigatória nas escolas da Dinamarca – e índice de felicidade entre a população dispara

Pesquisas apontam que o nível de ansiedade entre alunos do Ensino Fundamental e Médio só aumenta em todo o mundo.

Mas, na contramão dessa tendência para lá de preocupante, há a Dinamarca, mostrando ao mundo o quanto o que é ensinado em sala de aula

impacta diretamente na saúde e bem-estar desses seres humanos em formação – não só no curto prazo, mas também em sua vida adulta.

Desde 1993, a disciplina Empatia se tornou obrigatória no currículo educacional de todas as escolas do país. 

White Dotted Arrow

Como consequência, ano a ano, o índice de felicidade entre os dinamarqueses – adultos e crianças! – cresce mais.

Para se ter uma ideia, já faz quase uma década que a Dinamarca vigora entre os três países mais felizes do mundo, segundo o Relatório de Felicidade Mundial, publicado pela ONU.

Entre outros aspectos, o documento analisa o grau de generosidade, suporte social e liberdade de expressão da população.

Conceitos esses que, todos os dias, durante pelo menos uma hora, são estimulados nas crianças de 6 a 16 anos durante as aulas de Empatia na escola.

Entre outras atividades, há rodas de conversa em que os alunos são provocados a trazer questões pessoais para o grupo para receber a ajuda de todos para resolvê-las,

dinâmicas que estimulam a cooperação, em vez da competição, e ‘brincadeiras’ que mostram, na prática, a importância de respeitar, celebrar e acolher as diferenças do outro.

O sistema educacional da Dinamarca está ou não dando aula para o resto do mundo?

Leia mais notícias sobre sustentabilidade no The Greenest Post.