Categorias: Negócios

Sede da Natura ganha usina de energia solar – total de 1.800 m² de painéis solares

Na vanguarda da sustentabilidade corporativa, a Natura anuncia a conclusão do projeto que instalou 1.800 m² de painéis de energia solar de última geração em um dos prédios da sede da empresa em Cajamar, região metropolitana de São Paulo. A tecnologia de filmes fotovoltaicos orgânicos (ou OPV, sigla em inglês para Organic Photovoltaic), da empresa mineira Sunew, foi escolhida por sua eficiência superior e o menor impacto no meio ambiente, além de design inovador das películas, que possuem 15 milímetros de espessura e são produzidas a partir de materiais orgânicos, não-tóxicos e recicláveis. A instalação, que utiliza o total de 1.580 painéis é a maior do mundo no momento.

“Além de buscar eficiência energética, a Natura está produzindo energia limpa. A tecnologia do OPV é a de menor impacto possível, dialoga com nossos valores e reflete nosso compromisso com a sustentabilidade, principalmente no combate às mudanças climáticas”, afirma Josie Peressinoto Romero, vice-presidente de Operações e Logística da Natura.

A estimativa é que a energia gerada pelos painéis no prédio chamado NAN (Núcleo de Aprendizagem Natura) contribua para evitar a emissão anual de 37 toneladas de CO2e – o equivalente ao consumo de 459 residências no Brasil em um mês. O uso de energia solar contribui para o pilar de redução do Programa Carbono Neutro da Natura. Lançado há mais de uma década, ele tem o objetivo de reduzir e neutralizar as emissões de gases do efeito estufa (GEE) decorrentes de suas atividades e em toda a sua cadeia de valor.

A Sunew afirma que, em um ano, o projeto chegará a 73.4 MWh de energia gerada — o que corresponde a uma produção energética até 40% superior ao esperado em instalações de mesma potência composta por painéis solares tradicionais. Essa energia é o suficiente para abastecer o dobro de toda a iluminação do prédio e das 160 posições de trabalho.

O CEO da Sunew, Tiago Alves, explica que a eficiência do OPV cresce com o aumento da temperatura externa, o que o torna ideal para áreas expostas à forte radiação solar, independente do posicionamento em direção ao sol, como a cobertura do prédio NAN. De acordo com a empresa, o material pode ser aplicado em qualquer superfície, de fachadas de vidro a veículos e mobiliários urbanos. “O filme fotovoltaico orgânico é a tecnologia de células solares de terceira geração, desenvolvido por meio de uma cadeia de produção totalmente sustentável, com baixa demanda energética. Trata-se da alternativa mais sustentável existente no momento, com a menor emissão de carbono entre as formas de geração de energia solar”, completa o executivo.

Sobre o Programa Carbono Neutro da Natura
Lançado em 2007, o Programa Carbono Neutro da Natura foi o primeiro compromisso público da empresa para neutralizar suas emissões, além de mitigar seus impactos para as mudanças climáticas. A iniciativa fomenta ações de desenvolvimento sustentável aliado à agenda climática, tais como geração de empregos, capacitação, transferência de tecnologia, fortalecimento de economia local, empoderamento das mulheres, proteção da biodiversidade e recursos hídricos. Para as emissões que ainda não consegue evitar, a Natura contrata projetos de compensação que geram benefícios climáticos por meio de plataforma colaborativa com apoio do Instituto Ekos Brasil e em parceria com Itaú Unibanco, B3 e Lojas Renner.

Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Leave a Comment
Compartilhe
Publicado por
Jéssica Miwa

Posts recentes

Telhados solares batem novo recorde no Brasil em 2020 mesmo com pandemia

Apesar da queda nas vendas durante os primeiros meses da pandemia, o mercado solar brasileiro…

4 dias atrás

O que a moda tem a ver com a poluição marinha?

Um aspecto da poluição marinha nem sempre tão difundido refere-se aos impactos da moda nos…

6 dias atrás

Projeto oferece oficinas de profissionalização para mulheres no Ceará

Neste mês celebramos o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza, data para reconhecer a luta…

6 dias atrás

Fontes de energia renováveis estão cada vez mais baratas que o carvão

A consecutiva queda dos preços das tecnologias de geração elétrica movidas por fontes de energia…

1 semana atrás

Dia das Crianças: visite de forma virtual as exposições Planeta Inseto e Museu de Pesca

A restrição de visitas a museus devido à pandemia do novo coronavírus não impedirá que…

3 semanas atrás

Virada Sustentável chama atenção para volume de descarte de lixo provocados pelo consumo inconsciente

A 10ª edição da Virada Sustentável SP ocorre pela primeira vez em modelo híbrido: físico…

3 semanas atrás