Na Tailândia, aviões de guerra passam a ser usados para bombardear sementes em áreas desmatadas

Na Tailândia, aviões de guerra passam a ser usados para bombardear sementes em áreas desmatadas
17 jun 2019

Sabe aquele ditado ‘Faça amor. Não faça guerra.“? Na Tailândia, ele está sendo levado ao pé da letra! Após acordo internacional que proibiu definitivamente o uso de minas terrestres em conflitos, 100% dos aviões C-130 da Força Aérea Real do país, que antes eram usados para atirar minas no solo, foram adaptados para bombardear sementes.

A técnica, desenvolvida pelo britânico Jack Walters, consiste em sobrevoar áreas desmatadas do país para atirar as sementes, que são lançadas dentro de uma cápsula biodegradável e pontiaguda para garantir que perfurem o solo. As cápsulas contam ainda com adubo, a fim de reforçar o sucesso do plantio.

Com a ajuda dos aviões militares, é possível plantar até 900 mil árvores por dia em áreas desmatadas. Estima-se que 70% das sementes lançadas vinguem em até um ano, reflorestando pouco a pouco o território tailandês. Isso é que é usar a tecnologia a favor do meio ambiente!

LEIA TAMBÉM:
Drones sobrevoam e semeiam áreas desmatadas em distância ideal para que brotem novas árvores



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *