Categorias: Inspiração

O menino de 5 anos que vende limonada para ajudar um santuário de proteção aos animais

Já falamos aqui no The Greenest Post sobre duas meninas que decidiram vender limonada para ajudar causas nobres, tais como ações de proteção às abelhas e combate ao trabalho escravo infantil. Agora é a vez do canadense Lleyton, de 5 anos de idade, que, junto à venda de quintal dos pais, resolveu criar uma barraca de limonada e doar toda a renda obtida para uma entidade de proteção aos animaisuma fazenda vegana dedicada a cuidar de espécies em situação de vulnerabilidade.

Mas de onde vem essa paixão do menino pelos bichos? A primeira vez que Jennifer Black percebeu que seu filho, Lleyton, tinha um vínculo especial com os animais foi no início de 2017, quando a família visitou um santuário de pássaros, na Flórida, chamado Save Our Seabirds (Salve Nossas Aves Marinhas, em português).

Durante a visita, Lleyton simpatizou com uma cegonha de apenas uma asa que lá morava e que perdera a outra asa em um acidente. Determinado a fazer algo pela cegonha, o garoto pediu dinheiro aos pais e depositou na caixa de doações do santuário para garantir comida ao animal. Segundo o pai, desde aquele momento, Lleyton ficou obcecado em ajudar os bichinhos.

Pouco tempo depois, quando seus pais planejaram uma venda de quintal em casa, Lleyton deciciu criar também uma barraca de limonada no evento, e determinou que todo o lucro obtido seria doado para um de seus santuários favoritos: o Happy Tails Farm Sanctuary, fazenda vegana que segue nas redes sociais e que sonhava em conhecer.

Com o dinheiro arrecadado com a venda das limonadas, a entidade conseguiu comprar suprimentos essenciais para manter suas atividades. Entre os animais beneficiados pelo Happy Tails Farm Sanctuary está Charlie, uma bebê ovelha resgatada com apenas 2 dias de idade de uma fazendo que a maltratava. Lleyton, claro, já foi visitá-la no santuário!

Inclusive, quando o pai perguntou ao garoto qual era seu animal favorito, ele prontamente respondeu: “Charlie, a ovelha que sempre caminha conosco! Ela é como um cachorro!”. Desde a sua última visita à fazenda, Lleyton tem pedido aos pais para que se mudem para perto do santuário. E quando Black perguntou ao filho se ele faria outra venda de limonada para ajudar a Happy Tails novamente, ele disse: “Sim! Sim! Sim!”.

Fotos: Jennifer Black

Guilherme Lupino

Engenheiro Civil, formado pela Universidade Estadual Paulista, entusiasta em novas tecnologias e sistemas de construção sustentáveis.

Leave a Comment
Compartilhe
Publicado por
Guilherme Lupino

Posts recentes

O que a moda tem a ver com a poluição marinha?

Um aspecto da poluição marinha nem sempre tão difundido refere-se aos impactos da moda nos…

3 horas atrás

Projeto oferece oficinas de profissionalização para mulheres no Ceará

Neste mês celebramos o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza, data para reconhecer a luta…

3 horas atrás

Fontes de energia renováveis estão cada vez mais baratas que o carvão

A consecutiva queda dos preços das tecnologias de geração elétrica movidas por fontes de energia…

1 dia atrás

Dia das Crianças: visite de forma virtual as exposições Planeta Inseto e Museu de Pesca

A restrição de visitas a museus devido à pandemia do novo coronavírus não impedirá que…

2 semanas atrás

Virada Sustentável chama atenção para volume de descarte de lixo provocados pelo consumo inconsciente

A 10ª edição da Virada Sustentável SP ocorre pela primeira vez em modelo híbrido: físico…

2 semanas atrás

Voluntários constroem escola 100% sustentável na periferia de SP com 2.5 milhões de embalagens recicladas

A iniciativa é impressionante e reúne tudo o que tem de melhor de conceitos sobre…

2 semanas atrás