Irlanda do Norte proíbe cultivo de alimentos transgênicos

Irlanda do Norte proíbe cultivo de alimentos transgênicos
25 set 2015

No início de 2015, a União Europeia aprovou Lei que autoriza qualquer um de seus países a rejeitar o cultivo de alimentos transgênicos em seu território – seja por razões socioeconômicas, ambientais ou de espaço – e, agora, a Irlanda do Norte quer fazer uso desse direito.

A Escócia foi a primeira a requerer o benefício. A Irlanda do Norte curtiu a ideia, entrou no embalo e anunciou que também irá proibir o cultivo de culturas geneticamente modificadas em seu território.

“Continuo sem estar convencido das vantagens dos cultivos geneticamente modificados e, por isso, considero prudente proibi-los”, afirmou Mark Durkan, ministro do Meio Ambiente norte-irlandês, à Agência EFE, em entrevista em que explica o motivo da decisão.

Curtiu o posicionamento do político? Pois prepare-se para adorá-lo ainda mais. “Além disso, estamos muito orgulhosos de nosso entorno natural e nossa rica biodiversidade. Internacionalmente, somos vistos como exemplo de sustentabilidade e não queremos correr o risco de abalar essa imagem por conta da produção de alimentos transgênicos”, completou.

Será que um dia o governo brasileiro também terá essa visão?

Foto: St0rmz/Creative Commons



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *