Idoso funda casa de repouso que abriga cães velhinhos abandonados pelos donos

Idoso funda casa de repouso que abriga cães velhinhos abandonados pelos donos
16 out 2019

A idade chega para todo mundo – inclusive para os animais! E, infelizmente, é um tanto quanto comum vermos seres humanos querendo se desfazer de seus bichinhos de estimação quando estes passam a dar mais trabalho (e custos) por conta da idade.

Indignado com a situação e certo de que esses animais merecem uma velhice tranquila, confortável e amorosa, o americano Russell Clothier fundou a Sheps Place, uma espécie de casa de repouso que recebe cães velhinhos que foram abandonados.

O espaço leva o nome de Shep, um beagle de 10 anos que Russel encontrou na rua e o fez despertar para toda essa triste realidade do abandono de cães idosos. De começo, ele passou a ser voluntário em um abrigo. Mas ao constatar a quantidade de cachorros velhinhos que eram resgatados a todo momento das ruas e que nunca mais eram adotados, sendo condenados a viver o resto de seus dias em gaiolas apertadas, ele decidiu que precisava fazer mais.

Alugou uma casa, reformou-a para que ficasse confortável aos cães idosos e, desde então, recebe os senhores de quatro patas para que possam viver uma velhice feliz.

Localizada no Estado de Missouri, nos EUA, a casa de repouso tem espaço para 20 cachorros viverem confortavelmente. Russell tem parceria com abrigos locais e só recebe cães idosos que foram resgatados por eles e não conseguiram ser adotados novamente. Assim, ele evita que pessoas de má fé passem a abandonar animais em sua porta e ainda ajuda a diminuir a superlotação dos abrigos: a cada cãozinho que leva para a casa de repouso, os abrigos podem resgatar um outro das ruas (de qualquer idade).

É ou não é um trabalho incrível?

Assista, abaixo, um vídeo que apresenta a Sheps Place:

Foto: Reprodução/Facebook



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Cofundadora do The Greenest Post, Débora Spitzcovsky é especialista em Sustentabilidade, com foco em Comunicação, Voluntariado e Desenvolvimento Local

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *