Idosa do RS costura roupas para quem não tem com restos de tecido que iriam para o lixo

Idosa do RS costura roupas para quem não tem com restos de tecido que iriam para o lixo
18 nov 2015

Dizem por aí que quando ficamos mais velhos adquirimos manias. A de dona Juraci Leal, aposentada de 79 anos que vive em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, é simplesmente linda: há cinco anos ela costura, regularmente, roupas para quem precisa.

Blusas, vestidos, saias, bermudas, calças… “Vó” Juraci não tem preferência na hora de colocar a mão na massa (ou
melhor, na agulha). Ela costura todo o tipo de peça, usando como matéria-prima muito amor e restos de tecidos que são doados por uma conhecida, a Lúcia Martini, que é representante comercial do setor têxtil.

Graças à parceria das duas, desde 2000, os retalhos que iriam para o lixo têm um destino muito mais nobre: o guarda- roupas de pessoas necessitadas. As peças são doadas com a ajuda da família de dona Juraci. Seu neto, Cassiano Leal, que é diretor da Escola Municipal Professor Anísio Teixeira, também em Porto Alegre, leva as roupas para a instituição para distribui-las na comunidade. Assim pais, alunos, professores e moradores da região são beneficiados.

“No começo, as peças eram doadas. Agora, para evitar o ‘abuso’ de algumas pessoas, que pegavam várias roupas por vez, decidimos cobrar um valor simbólico de até R$ 2 por peça”, conta Cassiano. A verba arrecadada no ‘brechó social’ é usada para fazer melhorias na própria escola que sedia o bazar. Curtiu? Nós amamos!

“Vó” Juraci já costurou centenas de peças para quem precisa e, aos 79 anos, é um exemplo – tanto para os mais novos, quanto para os mais idosos. E você? Tem alguma habilidade que pode usar em favor do próximo?

Foto: Arquivo pessoal



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *