Israel cultiva fazenda orgânica no terraço do shopping mais antigo do país

Israel cultiva fazenda orgânica no terraço do shopping mais antigo do país
09 fev 2017

Hortas orgânicas no topo de shoppings não são exclusividade brasileira! Aqui em São Paulo, temos uma no Eldorado, que oferece alimentos frescos para os funcionários. E, no coração de Tel Aviv, em Israel, existe uma horta orgânica capaz de produzir cerca de 10 mil maços de folhas verdes por mês.

Com rotação de 17 vegetais e ervas diferentes, cultivadas em um espaço de 750 metros quadrados, a horta utiliza método hidropônico para agricultura urbana. Isso torna todo o processo duas vezes mais rápido que o normal – e ainda reduz o uso de água –,se comparado com a agricultura tradicional.

O projeto, batizado de Green in the City, não utiliza nenhuma terra para sua produção. Entre seus objetivos estão: disponibilizar orgânicos financeiramente acessíveis para os cidadãos e disseminar o método hidropônico de cultivo. Por isso, o local oferece workshops e convida a população local para visita.

Apesar de não utilizar nenhum tipo de pesticida ou sistemas fertilizantes, o produto final não pode ser considerado orgânico por conta de uma lei do país, que determina que apenas vegetais cultivados em terra podem ser considerados orgânicos.

Tudo que é produzido lá são vendidos para restaurantes ou famílias, por meio de um e-commerce, e são entregues de bicicleta. No próprio shopping também tem uma barraca destinada para comercializar os produtos. Lá não tem nenhum funcionário controlando quem paga e quem não paga. Mesmo assim, 80% dos produtos são pagos corretamente.

Atualmente, 54% de toda população mundial está concentrada em áreas urbanas e previsões indicam que até 2050 a porcentagem será 66%. Sendo assim, é preciso repensar a maneira que cultivamos nossos alimentos. Além da horta, o shopping também abriga aviário e apiário, enfermaria para árvores e pequena caverna para morcegos.



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *