Falta pouco! Rio de Janeiro deve ser 1ª cidade do Brasil a proibir uso de canudos plásticos descartáveis

Falta pouco! Rio de Janeiro deve ser 1ª cidade do Brasil a proibir uso de canudos plásticos descartáveis
13 jun 2018

É isso mesmo: a população pressionou e a Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou Projeto de Lei que proíbe o uso de canudos plásticos descartáveis nos bares, restaurantes e quiosques da capital fluminense.

Foram mais de 15 mil assinaturas coletadas pela ONG Meu Rio, a fim de pressionar os vereadores do município a votar a favor do projeto. Agora, passada essa etapa, falta apenas o prefeito Marcelo Crivella sancionar a medida.

Pra isso, a ONG está incentivando a população a postar o seguinte recado nas redes sociais do prefeito: “Crivella, queremos uma cidade sem canudos de plástico. Contamos com você para sancionar a lei que proíbe canudos de plástico no Rio #RioSemCanudo #RioSemPlástico“.

O prefeito tem 15 dias para aprovar a lei, que, se sancionada, multará em R$ 3 mil o estabelecimento que descumprir a medida. Se for reincidente – isso é, se não for a primeira vez que for pego descumprindo a lei –, o comércio receberá multa com o dobro do valor.

A medida promete resultados bastante positivos para o meio ambiente. Em São Paulo, apenas a proibição da distribuição gratuita de sacolas plásticas em supermercados, adotada em 2015, garantiu a redução de 70% no consumo desses artigos em um ano. Imagina se medidas semelhantes fossem adotadas em todo o país e para diferentes artigos plásticos descartáveis?

Também quer pressionar Crivella a sancionar a lei que proíbe canudinhos plásticos na cidade do Rio de Janeiro – e, assim, dar o exemplo para todos os outros municípios do país? Clique aqui!



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Cofundadora do The Greenest Post, Débora Spitzcovsky é especialista em Sustentabilidade, com foco em Comunicação, Voluntariado e Desenvolvimento Local

Observações

  1. Infelizmente tem que virar lei pra isso. Se a própria população, em sua totalidade, tivesse real consciência, não utilizaria canudos mesmo que fossem oferecidos. Existem ocasiões inevitáveis? Sim. Mas quando não fosse estritamente necessário não fizessem uso, já reduziria bastante. Não precisaria uma lei pra obrigar a população.
    O bem parte de todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Curtiu nossa página?

RSS
Follow by Email
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram