Com excesso de energia eólica, Texas distribui eletricidade de graça à população

Com excesso de energia eólica, Texas distribui eletricidade de graça à população
10 mar 2016

É até difícil chamar isso de problema, mas o Texas está com energia eólica em excesso e para resolver o impasse passou a distribuir eletricidade de graça para a população. Dá para acreditar? A produção de energia limpa é tão grande que transformou o estado americano em uma das regiões mais independentes do país.

A taxa de produção de energia eólica por lá é alta, se comparada à média mundial. 10% do total da energia limpa produzida pelo Texas vêm dos ventos. No entanto, o diferencial é também um problema. É que é mais difícil armazenar a grande quantidade de energia produzida durante a noite, quando os ventos são mais fortes e o consumo da população tende a ser menor do que nos horários de pico.

Por isso, nasceu a ideia de oferecer eletricidade gratuita, entre às 21h e às 6h para quem optar pela fonte eólica.

Ao The New York Times, alguns moradores locais disseram que reduziram em até US$ 50 o valor da tarifa mensal de energia durante a alta temporada. De acordo com o Conselho de Confiabilidade Elétrica do Texas, a quantidade de casas cadastradas nas empresas de energia eólica passou de 135 mil para 200 mil, em apenas dois anos, após o início do benefício.

O programa ainda trouxe outra vantagem: as pessoas passaram a se preocupar mais em desligar aparelhos e luzes e, portanto, o consumo de energia no Estado caiu. Esse com certeza é um modelo em que todos ganham: a empresa, que não desperdiça sua produção, as pessoas, que economizam e se conscientizam, e o meio ambiente, é claro!



Razões Para Acreditar
Razões Para Acreditar

Algumas razões para continuarmos acreditando em um mundo melhor! >www.razoesparaacreditar.com<

Observações

  1. O Texas nos EUA, dão o exemplo de reaproveitamento, o excesso serve como doação pra População…o Brasil hein, está longe de acontecer isso, por aqui pelo menos por enquanto…Valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *