Espanha ganha geladeira pública para mercados doarem comida que iria para o lixo

Espanha ganha geladeira pública para mercados doarem comida que iria para o lixo
25 ago 2015

Basta pesquisar um pouquinho para saber que a quantidade de comida boa descartada no lixo por estabelecimentos comerciais – como mercados e restaurantes – é imensa. Para evitar tanto desperdício de alimentos, em um mundo onde muitas pessoas passam por dificuldades financeiras, os membros da Associação Humanitária de Voluntários da cidade de Galdakao, na Espanha, tiveram uma ideia!

Eles instalaram, no meio da cidade, em plena rua, uma geladeira pública onde mercados e restaurantes podem depositar toda a comida (boa!) que jogariam no lixo por falta de opção.

Os custos da iniciativa – desde a compra do equipamento e a instalação do sistema elétrico até o realização de um estudo para saber os impactos da ação na saúde pública – foram bancados pela prefeitura da cidade, que celebra a chegada da geladeira pública.

Para não virar bagunça, a Associação colocou algumas regras na “brincadeira”: qualquer um pode doar alimentos colocando-os no eletrodoméstico, desde que a comida esteja em bom estado de consumo e com data de validade. Apenas, ovos, carnes e peixe cru são proibidos!

Já para retirar alimentos, não há normas! Qualquer um pode chegar e pegar o que precisa. Isso porque, segundo os idealizadores do projeto, a iniciativa é 100% voltada ao combate do desperdício de comida – e não à filantropia. “Até Julio Iglesias poderia passar aqui e levar algo. O importante é (…) evitar que comida boa seja jogada no lixo”, disse Álvaro Saiz, membro da Associação, em entrevista ao The Guardian.

Mas não custa ter bom senso e deixar os alimentos para quem, realmente, precisa, né?

Foto: Divulgação



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. […] a situação). Desde jovens que distribuem alimentos que seriam jogados fora por restaurantes até geladeira pública ou supermercado de “alimentos feios” com 70% de […]

  2. […] mostramos aqui, aqui e aqui alguns lugares que adotaram a “geladeira comunitária” para evitar o desperdício e […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *