Lixo

Em SP, moradores podem trocar recicláveis por frutas, verduras e legumes frescos

Na cidade de Santo André, em São Paulo, separar o lixo orgânico do reciclável não faz bem, apenas, para o meio ambiente. Melhora, também, a alimentação da população. É que, por lá, os moradores podem trocar resíduos recicláveis por frutas, verduras e legumes frescos, por meio do programa Moeda Verde, que é mantido pela prefeitura.

Funciona assim: os cidadãos separam o lixo reciclável seco que produzem em casa (como jornal, latas de alumínio, papelão, garrafas PET e potes de vidro) e, a cada 15 dias, podem levá-lo a um dos núcleos do Moeda Verde. Ao todo, são 7, espalhados pelas regiões mais vulneráveis da cidade.

A cada 5 quilos de resíduos entregues ao programa, o “doador” tem o direito de levar para casa 1 quilo de hortifrútis da época. A iniciativa é um sucesso na cidade e já beneficia cerca de 35 mil pessoas, além de estar ajudando um monte no problema do descarte incorreto de lixo.

Isso porque, propositalmente, as ações de troca de recicláveis por comida do Moeda Verde acontecem sempre muito próximo dos principais pontos de descarte irregular de lixo da cidade. Assim, não tem porque os cidadãos continuarem com a prática! Quem também está adorando a iniciativa são as cooperativas de reciclagem locais, que fecharam contrato com a prefeitura para receber os resíduos entregues ao programa.

Para quem mora em Santo André, vale consultar o calendário de ações do Moeda Verde.

Iniciativas semelhantes também acontecem em outros municípios, como Guarujá, em São Paulo, e Curitiba e Ponta Grossa, no Paraná.

Já pensou se todos os brasileiros pudessem trocar lixo reciclável por alimentos de boa qualidade?

Foto: Divulgação/Semasa

Débora Spitzcovsky

Especialista em Sustentabilidade, com foco em Engajamento e Desenvolvimento Local, Débora é jornalista e cofundadora de The Greenest Post

Leave a Comment

Veja Comentários

  • muitos outros estados poderiam aderir a esta ideia!
    aqui em Belém a situação é crítica com relação ao lixo, Macapá também.

  • Moro no Rio e aqui passa a Comlurb toda quarta feira.
    Achei fantástico está troca p frutas, legumes, etc.
    Acho q não tem no Rio.

Compartilhe
Publicado por
Débora Spitzcovsky

Posts recentes

Aeroporto de Salvador recupera 100% dos resíduos sólidos que gera e é considerado o mais sustentável do Brasil

Na lista dos 10 aeroportos mais movimentados do Brasil, o Salvador Bahia Airport foi destino…

4 dias atrás

Descubra o que é biorremediação e como a técnica ajuda a descontaminar solos e águas de forma natural

São diversos os tipos de resíduos que podem ser utilizados pela técnica de biorremediação para…

4 dias atrás

O brasileiro que se dedica a instalar por sua cidade bueiros inteligentes que impedem enchentes

Quem anda pelas ruas de Blumenau, em Santa Catarina, percebe cada vez mais bueiros diferentes,…

5 dias atrás

Pesquisadores brasileiros transformam restos da indústria alimentícia em cosméticos naturais

Grande parte das indústrias de qualquer segmento gera uma série de resíduos que não podem…

5 dias atrás

MG bate recorde nacional de produção de energia solar – e já gera mais de 60 mil empregos no setor

Minas Gerais vem dando exemplo quando o assunto é o investimento em energia solar. Segundo…

6 dias atrás

Cidade de MG promete dar fim a aterros sanitários e reciclar 100% dos resíduos gerados com ajuda da população

A cidade de Vazante produz, todo dia, mais de 12 toneladas de resíduos domésticos. Deste…

6 dias atrás