Conheça a Recomércio, iniciativa que dá vida nova a celulares em desuso

Conheça a Recomércio, iniciativa que dá vida nova a celulares em desuso
09 dez 2015

Durante essa semana, com a Página 22 em mãos, fiquei bastante contente com a matéria de capa. A edição desse mês selecionou alguns casos de empreendedores que partiram de causas ligadas à sustentabilidade para criar os seus negócios.

É o caso, por exemplo, da Recomércio, empresa que explora o mercado de celulares usados.

Amaury Bertaud, criador da iniciativa, é um francês com longa experiência no mercado europeu de telecomunicações e identificou a oportunidade de empreender no Brasil com reuso e reciclagem de materiais tecnológicos de celulares.

A lógica da empresa é bem simples: a Recomércio compra os celulares que já estão fora de uso e analisa suas condições. Se o aparelho estiver em boas condições, é recondicionado e colocado à venda na internet – inclusive, com garantia. Se, por outro lado, o aparelho já estiver obsoleto ou quebrado, é encaminhado para a reciclagem e reaproveitamento dos componentes.

Por que essa é uma solução interessante?

1. Os smartphones podem durar até 4 anos, mas o brasileiro troca de aparelho em média uma vez por ano. O recondicionamento pode aproveitar ainda até três anos da vida útil do aparelho.

2. A Recomércio faz o descarte correto dos componentes e minimiza, portanto, que materiais valiosos e de difícil acesso fiquem parados nas gavetas das empresas e das pessoas, diminuindo a velocidade de descarte de smartphones.

3. É uma proposta que colabora para a Política Nacional de Resíduos Sólidos ao oferecer soluções para lojas que vendem e recebem celulares usados.

4. Ajuda na diminuição da informalidade na comercialização de celulares usados, melhorando as condições para o vendedor e para o comprador desses aparelhos.

Os números desse mercado também são bastante estimulantes! A matéria aponta que 80% dos celulares comprados pela empresa estão em boas condições e ainda podem ser reutilizados. Ao mesmo tempo, estima-se que o mercado internacional de celulares usados pode movimentar até US$ 17 bilhões só em 2017.

Outros empreendedores inspirados em soluções sustentáveis estão na edição nº99 da Página 22.

Vamos compartilhar essas inovações?



Eco Rede Social
Eco Rede Social

A Eco Rede Social tem como missão estimular, disseminar, compartilhar e realizar ações transformadoras que contribuam para o desenvolvimento pessoal e da sociedade na direção da ética, desenvolvimento humano e da sustentabilidade. Uma plataforma que converge artigos, atividades de financiamento coletivo, livros, cursos, palestras, consultoria e relações internacionais, promovendo as condições necessárias para que o maior número de pessoas com os mesmos objetivos, possam realizar seus projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Curtiu nossa página?

RSS
Follow by Email
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram