Conheça a primeira fazenda urbana dentro de uma indústria do mundo!

Conheça a primeira fazenda urbana dentro de uma indústria do mundo!
03 out 2020

O cenário é um refeitório industrial. À mesa, hortaliças frescas, 100% livres de agrotóxicos, colhidas no dia, logo ali, no quintal da fábrica. A novidade, inédita no mundo, é uma parceria entre a Mercedes-Benz do Brasil e a startup BeGreen. A iniciativa está beneficiando os mais de 8.000 funcionários, além de suas famílias, uma vez que a produção é vendida a preço promocional e pode ser levada para casa. A BeGreen utiliza técnicas inovadoras de aquaponia para produzir hortaliças orgânicas em larga escala e em metade do tempo, consumindo 90% menos água em relação ao método tradicional de cultivo.

Esta é a primeira Fazenda Urbana do mundo instalada dentro de uma indústria. Do plantio à colheita. Tudo é feito no local. Com a parceria, a BeGreen começou a produzir hortaliças frescas e saudáveis para consumo nos refeitórios da Mercedes-Benz. Alface baby (verde e roxa), rúcula, espinafre, agrião, chicória, salsinha, hortelã, cebolinha, coentro e manjericão já são cultivados no local que, em breve, também iniciará a produção de tomate e berinjela. Estima-se que cerca de 2,7 mil quilos de hortaliças ou 44 mil pés de verduras, ervas e temperos serão colhidos ao mês.

De acordo com Giuliano Bittencourt, CEO da BeGreen, além de mais saudável, o modelo é ecológica e socialmente correto. “Desenvolvemos um modelo capaz de produzir até 28 vezes mais do que no modelo tradicional, no campo. Além disso, utilizamos a água de forma inteligente, não usamos nenhum tipo de substância química e estimulamos a hortaliça de forma que cresça em um período até 40% menor. Vale ressaltar que hoje, 70% do que se produz no campo é descartado antes mesmo de chegar à mesa do consumidor. A BeGreen chegou para tornar a cadeia produtiva mais sustentável, eliminando o seu maior entrave: que é a distância entre o produtor e o consumidor”, afirma.

PRONTA PARA CRESCER

O modelo de negócio já está em estudo de implantação em diversos segmentos: fábricas, shoppings, indústrias, empresas e outros. Giuliano afirma que as empresas interessadas em aderir ao projeto podem fazê-lo sem necessidade de investimento. “Queremos levar o negócio para todo o Brasil. Para isso, basta que a empresa ceda o espaço que nós implantamos e administramos a Fazenda Urbana. Estudos da Health Affairs mostram que a cada R$ 3,00 investidos em saúde, se economizam R$ 6,00 em gastos médicos, sem falar na redução de quase 50% no absenteísmo”, destaca Bittencourt.

Outro ponto que vale destacar é que a BeGreen abrange o bem-estar e boa alimentação até na prática de atividades físicas. Nas estufas, além de produzidas as hortaliças, é possível, de acordo com o interesse do parceiro, realizar aulas coletivas de Yoga, exercícios funcionais, zumba, dentre outros, visando sempre a saúde e bem-estar dos colaboradores daquela unidade. Mais saúde, mais coletividade, mais sorrisos, tudo isso, em um único local.

EXPERIÊNCIA EDUCACIONAL

Em Belo Horizonte, onde a BeGreen nasceu, um projeto semelhante foi implantando em 2017, em uma parte do estacionamento de um shopping center. A concepção foi a primeira Fazenda Urbana da América Latina e se baseia na produção e comercialização dos alimentos, na utilização do espaço para eventos e na organização de visitas guiadas à estufa, que tem aproximadamente 1500m² e produz 40 mil hortaliças por mês. “Recebemos cerca de 1.500 visitantes por mês. São alunos de escolas públicas e particulares, comunidade e clientes do mall que passam pela estufa todos os meses. Eles têm acompanhamento com orientações e conteúdo pedagógico, com ênfase para ciência e botânica. É uma oportunidade principalmente para que as crianças conheçam o processo de produção dos alimentos que consomem”, enfatiza Giuliano.



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Curtiu nossa página?

RSS
Follow by Email
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram