Categorias: Mobilidade

Cidade de SP adota tarifa zero para ônibus – e ainda aumenta frota e número de linhas

É isso mesmo: o sonho de ter transporte público de qualidade DE GRAÇA está prestes a virar realidade para os cerca de 50 mil habitantes que vivem no município de Vargem Grande Paulista, na região metropolitana de São Paulo.

O governo municipal acaba de anunciar que a partir de novembro as catracas dos ônibus da cidade estarão liberadas para a população local. Para ganhar o benefício, os cidadãos terão que se cadastrar no sistema Tarifa Zero e, então, ganharão um cartão de passe livre que deverá ser apresentado toda vez que pegarem o ônibus.

Tudo muito bem, tudo muito bom… Mas você, assim como nós, deve estar se perguntando quem vai pagar essa conta. Segundo a prefeitura, toda a iniciativa só foi possível graças a uma parceria com as empresas da região, que irão contribuir com uma taxa mensal que será usada para financiar a Tarifa Zero.

A troco de quê? Estudo detalhado, encomendado pelo governo local, provou a essas empresas que contribuir com a taxa todos os meses sai mais barato do que o gasto que têm ao pagar vale-transporte para cada um de seus funcionários. Ou seja, todo mundo vai sair ganhando (e economizando dinheiro)!

A iniciativa promete, inclusive, fomentar a economia local. Isso porque, atualmente, grande parte dos moradores de Vargem Grande Paulista fazem suas compras em cidades vizinhas, como Cotia e Itapevi. Com a tarifa dos ônibus locais zeradas, no entanto, a tendência é que passem a dar preferência para os comércios da cidade, mostrou o mesmo estudo encomendado pela prefeitura.

Ah! E para quem suspeita que a qualidade do serviço vai cair, o governo garantiu que não e, para provar, já anunciou que a frota vai aumentar de 7 para 13 ônibus e que o número de linhas crescerá de 4 para 7. Agora é esperar para ver se tudo vai acontecer como prometido… Quem bota fé?

Foto: Divulgação/Prefeitura de Vargem Grande Paulista

Débora Spitzcovsky

Cofundadora do The Greenest Post, Débora Spitzcovsky é especialista em Sustentabilidade, com foco em Comunicação, Voluntariado e Desenvolvimento Local

Veja Comentários

  • Parece que São Pedro, município do interior de São Paulo, tem transporte gratuito faz tempo.

  • Mas não há isso de tarifa grátis; o que existe é simplesmente uma tarifação unitária - ou seja, não há re-taxação de passagens, pois pagamos impostos, de onde são alocados os subsídios. Obrigado

Compartilhe
Publicado por
Débora Spitzcovsky

Posts recentes

Cinco anos após ser declarada extinta, espécie rara de leopardo é vista em Taiwan

Em 2013, a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês) declarou os leopardos nebulosos de…

3 horas atrás

Refugiados sírios doam marmitas para idosos durante a pandemia em São Paulo

Por ONU O casal Talal e Ghazal Al-Tinawi, refugiados vindos da Síria com seus filhos, sentiu no bolso a redução…

3 horas atrás

Delivery sem lixo: USP cria embalagem sustentável para entrega de alimentos

O Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico no mundo, reciclando apenas 1,28% das 11,3 milhões de toneladas…

8 horas atrás

Em SP, centro técnico da Audi é 100% abastecido por energia limpa

Com o objetivo de se tornar uma empresa 100% neutra em carbono até 2050, a marca das quatro argolas instalou…

2 dias atrás

10 dicas para reduzir o desperdício de água nesta quarentena

BRK Ambiental apresenta dicas de como evitar o desperdício de água na quarentena Com a quarentena estamos passando cada vez…

3 dias atrás

Máscara que purifica ar de poluição e vírus já está a venda!

Segundo a OMS, a poluição mata aproximadamente sete milhões de pessoas no mundo todos os anos. Máscaras individuais de purificação…

3 dias atrás