Chanel anuncia fim de uso de peles e pelos de animais

Chanel anuncia fim de uso de peles e pelos de animais
08 jan 2019

Quase dois anos após a grande marca Giorgio Armani anunciou o fim do uso de peles de animais em todas as suas marcas, a Chanel finalmente entendeu que essa medida é necessária – e urgente – no mundo da moda.

Visando um mundo com menos crueldade animal, a Chanel é a mais ‘nova’ marca tradicional que está atrás do fim do uso de peles e pelos de animais de todas as futuras coleções. Crocodilos, lagartos, cobras e arraias poderão encontrar paz agora!

Leia também: Giorgio Armani anuncia fim do uso de peles de animais em todas as suas marcas

Segundo a marca, estava se tornando cada vez mais difícil garantir que seus fornecedores atingissem todos os requisitos exigidos para a produção de suas coleções. O futuro, entretanto, ainda está incerto já que essa é hoje uma diretriz da empresa, mas não será imposta. Em paralelo, a marca investirá em desenvolver materiais sustentáveis para substituir a matéria prima.

O presidente de moda, Bruno Pavlovsky, acredita que eventualmente algum produto inovador será capaz de trazer a mesma estética luxuosa da pele e pelos de animais. Que esses novos materiais não tenham, como principal matéria prima, o petróleo – que pode acabar causando muito dano ao meio ambiente e, consequentemente, aos animais.

Vamos torcer para que Chanel, Gucci, Versace, Armani, Calvin Klein, Burberry, Michael Kors, entre outros que já se comprometeram com o propósito de zero crueldade animal em sua cadeia de produção acabe optando por produtos com pouca emissão de carbono.

Foto: pashminu /Creative Commons



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Marcelo Nunes Costa Diz: janeiro 12, 2019 at 5:33 pm

    Até que enfim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *