Conheça a central de compostagem que trata o lixo orgânico gerado pelas feiras livres em SP

São Paulo 2015-12-15 Inauguração do Pátio Descentralizado de Compostagem de Resíduos de Feiras Livres, Serviços de Poda e Roçagem de Áreas Ajardinadas - Prefeito de São Paulo Fernando Haddad - Foto Cesar Ogata / SECOM
17 dez 2015

Depois de distribuir compoteiras para moradores da cidade de São Paulo, o prefeito da capital, Fernando Haddad, anuncia a inauguração de uma central de compostagem que irá dar destino correto a resíduos orgânicos gerados pelas feiras livres da cidade. Esta é a primeira de quatro centrais espalhadas pela cidade, que serão implementadas.

“É muito importante recolher os resíduos das feiras e descartar de forma correta, poupando espaço no aterro sanitário. Temos estudos que mostram que podemos reduzir de 10 a 20% o volume do que é destinado hoje para os aterros por meio da compostagem”, comentou o prefeito durante a inauguração.

A unidade piloto vêm recebendo, desde setembro, aproximadamente 35 toneladas de resíduos orgânicos todas as semanas. O lixo é coletado em 26 feiras realizadas na zona oeste da cidade. O objetivo é conseguir abranger 900 feiras livres do município.

Compostagem é a maneira correta, limpa e rápida de transformar resíduos orgânicos em adubo. Existem várias formas de se fazer isso, mas a maneira escolhida para a central de São Paulo é controlar a matéria orgânica e úmida a ser processada com palha de grama seca. Ao contrário do que muitos pensam, não há mau cheiro no processo.



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. e as minhocas beneficiadas ficarão mais felizes que pinto no lixo.
    parabéns pela inicativa!! demorou…. =D

  2. Parabens!!!Ja era tempo de se pensar nisso. Já faço isso.

    • Werner bazilio Diz: maio 27, 2016 at 7:23 am

      Aqui em Guaianazes Zona Leste implantamos uma compoteira caseira com capacidade para mil litros de lixo orgânico e geramos apenas uma saco de lixo comum não reciclável por mês. Todo material reciclável limpo e seco e doado as Cooperativas de reciclagem.

    • Guaraciaba Ferraz de Oliveira de paula Diz: maio 29, 2016 at 9:39 am

      Finalmente algo inteligente e saudavel

  3. Parabéns!!!! Precisavamos de várias espslhadas pra tda cidade. Queria uma composteira em um espaço no clube Osvaldo Brandão, zona Norte. Onde cuido dos Cachorros do Csmpo de Brasilândia…

  4. Parabéns ao Prefeito Fernando Haddad e sua equipe pela iniciativa das composteiras. Lembro apenas que havia duas centrais de compostagem em São Paulo, que salvo engano meu, foram fechadas na administração Marta Suplicy. Claro que a atual iniciativa é diferente, inclusive com a distribuição de composturas unifamiliares, mas talvez tenha havido precipitação em fechar aquelas centrais de compostagem, que poderiam ser modernizadas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *