Canudos plásticos podem ser proibidos em todo o território brasileiro – graças a um único cidadão

Canudos plásticos podem ser proibidos em todo o território brasileiro – graças a um único cidadão
23 jul 2018

É isso mesmo: já tramita no Senado o PL 263, que institui o fim da distribuição de canudos plásticos nos estabelecimentos comerciais de todo o Brasil.

E não é só! A medida também prevê a proibição da distribuição de sacolinhas plásticas, bem como da fabricação de produtos de higiene pessoal e cosméticos com microplásticotais como sabonete, pasta de dente e esfoliante.

E tudo graças a um único cidadão: Rodrigo Padula de Oliveira. Incomodado com o uso indiscriminado de descartáveis e com as sérias consequências do descarte incorreto de plástico no meio ambiente, ele decidiu criar uma Ideia Legislativa no portal E-Cidadania do Governo Federal sugerindo o fim do uso de canudos e sacolas plásticas no país.

Pouca gente sabe, mas a Ideia Legislativa é um recurso que qualquer cidadão pode usar para trazer à tona um assunto que julgue importante para o país. Basta lançar a ideia no portal E-Cidadania e abri-la para apoio da população. Como numa espécie de abaixo-assinado, quando a proposta recebe mais de 20 mil assinaturas de apoio, é encaminhada para o Senado como sugestão legislativa e precisa ser, obrigatoriamente, colocada em pauta para discussão no Senado.

Rodrigo conseguiu mais de 24 mil assinaturas em sua Ideia Legislativa, que foi encaminhada para a Comissão de Direitos Humanos do Senado. O órgão, por sua vez, julgou a pauta coerente e decidiu transformá-la em Projeto de Lei. Agora o PL 263 aguarda parecer da Comissão de Meio Ambiente e está cada vez mais próximo de virar lei.

Quer ajudar a pressionar os políticos lá em Brasília? Clique aqui e vote SIM em apoio ao projeto! Nós, aqui do The Greenest Post, já demos nossa contribuição. Vamos juntos por um mundo com menos plástico!



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Cofundadora do The Greenest Post, Débora Spitzcovsky é especialista em Sustentabilidade, com foco em Comunicação, Voluntariado e Desenvolvimento Local

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *