Brasil quer reduzir pena de presos que doam sangue regularmente

Brasil quer reduzir pena de presos que doam sangue regularmente

Está rolando (mais uma) polêmica no Congresso! Dessa vez, o responsável é o senador Marcelo Crivella, autor do PLS 117/2014, que propõe a redução de pena para presos que sejam doadores regulares de sangue.

A ideia é que o presidiário reduza quatro dias de pena a cada vez que doar sangue. A adesão à medida deverá ser voluntária e precedida de avaliação médica. Homens poderão doar a cada três meses e mulheres em intervalos de quatro meses, por questões de saúde.

Se aprovada, a Lei deve ajudar a resolver dois grandes problemas do Brasil ao mesmo tempo: a superpopulação carcerária e a falta de sangue nos hospitais. Curtiu?

Muitos parlamentares apoiam o PLS, mas outros tantos rejeitam a medida. Entre os argumentos daqueles que são contra está o fato de que doar sangue não significa que o presidiário esteja pronto para ser reinserido na sociedade.

E você? O que pensa a respeito do assunto?



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Cofundadora do The Greenest Post, Débora Spitzcovsky é especialista em Sustentabilidade, com foco em Comunicação, Engajamento e Desenvolvimento Local

Observações

  1. O presidiário deveria ser obrigado a doar sanque, e não ter nada em troca, eu faço doação a cada 4 meses e nunca pedi nada. Bandido no Brasil tem mais regalias e direitos que o coitado trabalhar vitimado.

  2. laércio Diz: maio 3, 2020 at 9:54 pm

    O argumento de que o presidiário que doa sangue não garante que ele esta preparado para voltar ao convivio social tambem serve para o que ler e o que faz aulguns trabalhos dentro do presídio, não serve?…então.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Curtiu nossa página?

RSS
Follow by Email
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram