Energia

Brasil é 4º país do mundo que mais aumentou sua produção de energia solar no último ano

Ocupando um lugar cada vez mais importante na matriz energética nacional – superando, inclusive, a hidrelétrica de Itaipu em potência operacional pela primeira vez na história do Brasil neste ano de 2022 –, nossa energia solar também tem ganhado destaque no cenário internacional.

Relatório divulgado pela Irena, a Agência Internacional de Energias Renováveis, apontou que o Brasil foi o 4º país do mundo que mais cresceu em produção de energia solar no ano de 2021, ficando atrás apenas de China, Estados Unidos e Índia.

Foram novos 5,7 GW de geração fotovoltaica, levando em conta a energia produzida por grandes usinas solares e também por sistemas de geração própria de energia em telhados, fachadas e pequenos terrenos.

E não parou por aí! No levantamento, o país também subiu uma posição no Ranking Mundial de Produção de Energia Solar, estando agora em 13º lugar. Trata-se do país da América Latina que está melhor rankeado na lista. O México é o segundo, na 18ª posição.

Segundo a Absolar, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, o crescimento acelerado do setor nos últimos tempos pode ser atribuído sobretudo ao aumento nas tarifas de energia elétrica, que levam clientes e consumidores a buscar alternativas mais baratas – ainda que no médio e longo prazo.

Para 2022, os resultados devem ser ainda melhores, já que neste ano entrou em vigor a Lei n° 14.300/2022, que criou o marco legal da geração própria de energia no Brasil.

Além dos benefícios ambientais, como a redução de emissões de CO2, esse crescimento representa também uma ajuda significativa ao país em seu processo de recuperação econômica. Isso porque, ainda de acordo com a Absolar, desde 2012 a energia solar fotovoltaica garantiu ao Brasil mais de R$ 78,5 bilhões em novos investimentos, além de gerar mais de 450 mil empregos. Voa, solar!

Débora Spitzcovsky

Especialista em Sustentabilidade, com foco em Engajamento e Desenvolvimento Local, Débora é jornalista e cofundadora de The Greenest Post

Leave a Comment
Compartilhe
Publicado por
Débora Spitzcovsky

Posts recentes

FC Barcelona muda seu uniforme para temporada 2022-23 para apoiar crianças refugiadas

O FC Barcelona e o Acnur, Agência da ONU para Refugiados, firmaram parceria inédita para…

4 dias atrás

Surfista brasileira é eleita Embaixadora da ONU pela Proteção dos Oceanos

A surfista brasileira Maya Gabeira, nascida no Rio de Janeiro, passa a integrar a lista…

4 dias atrás

Brasileiros criam ônibus solar que já rodou mais de 100 mil quilômetros sem uma gota de combustível

Em tempos de preços altíssimos dos combustíveis, pesquisadores do Laboratório Fotovoltaica, da Universidade Federal de…

5 dias atrás

Alunos de colégio particular se unem para garantir luz para estudantes de escola pública do Pará

A educação de qualidade é um direito de toda criança e adolescente, no entanto, sabemos…

6 dias atrás

Só dá Bahia! Estado é o que mais produz energia eólica e solar no Brasil

Êta disputa boa! A geração de energia solar e energia eólica segue em expansão no…

1 semana atrás

Sem acesso à iluminação pública em sua rua, brasileiro cria poste de energia solar para garantir luz à sua comunidade

O ambientalista Diego Saldanha, que mora na cidade de Colombo, no Paraná, segue "sendo a…

2 semanas atrás