Categorias: Energia

Bancos ampliam financiamento para energia solar no Brasil em 2021

É fato que muitos brasileiros ainda não possuem o seu painel solar apenas por não terem disponível o capital inicial necessário para o projeto.

De acordo com a pesquisa do ano passado feita entre Ibope e Abraceel, nove em cada dez pessoas afirmaram que desejam gerar a própria energia elétrica.

Atraídos por esse mercado em expansão no Brasil, bancos públicos e privados logo começaram a disponibilizar linhas de crédito exclusivas para esses projetos.

Não demorou para que os financiamentos, que contam com taxas e prazos atrativos, se tornassem um dos métodos mais utilizados para a compra e instalação do kit de energia solar.

Segundo o último estudo sobre geração solar distribuída feito pela empresa Greener, 75% das empresas consultadas efetuaram ao menos uma venda via financiamento em 2020.

Agora, com a retomada gradual do mercado, grandes instituições financeiras do país já esperam um aumento na operação de suas linhas de crédito voltadas a projetos renováveis em 2021.

Entre elas estão o Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Santander e Caixa, conforme mostrou a reportagem divulgada pelo Canal Solar.

Para quem consome muita energia, como grandes empresas e agronegócios, o financiamento se torna especialmente atraente, pois a economia na conta pode cobrir até todo o valor das parcelas.

Consumidores residenciais, por sua vez, estão aproveitando a facilidade para finalmente se libertar dos altos preços das distribuidoras e escapar dos novos aumentos da energia dos próximos anos.

Especialmente agora com os impactos da pandemia sobre o setor elétrico que, somente neste ano, devem trazer um aumento médio de 14,5% na conta dos brasileiros que dependem da energia da sua distribuidora.

Entre os financiamentos realizados em 2020 pelo FNE Sol, uma das maiores linhas de crédito para sistemas fotovoltaicos, R$112,9 milhões foram destinados apenas a projetos de energia solar residencial.

Com a facilidade do financiamento, a queda dos preços da tecnologia e a abundância de sol em todo o país, as previsões são de novo crescimento para a energia solar no Brasil em 2021.

Segundo a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), a projeção é que a energia solar distribuída cresça 90% neste ano, passando de 4,4 Gigawatts para 8,3 GW.

Ruy Fontes

Formado em Letras-Inglês pela Universidade Estácio de Sá, apaixonado por tecnologias e sustentabilidade, atua como gestor de conteúdo na agência #movidos.

Leave a Comment
Compartilhe
Publicado por
Ruy Fontes

Posts recentes

Nada de jogar no lixo! Roupas velhas são usadas na produção de tijolos

Sabe aquela roupa em bom estado que já não atende às suas necessidades? Não hesite!…

19 horas atrás

Brasileira ganha prêmio global por pesquisa que usa dados espaciais para proteger Cerrado das mudanças climáticas

Três jovens cientistas do Brasil, Índia e Estados Unidos foram as ganhadoras de 2021 do…

4 dias atrás

Cientistas desenvolvem solução inovadora para reaproveitamento de máscaras descartáveis

Item de segurança indispensável desde o início da pandemia de COVID-19, as máscaras faciais trouxeram…

5 dias atrás

Brasil está entre os 10 países do mundo que mais instalaram energia solar em 2020

Os contínuos investimentos de empresas e pessoas em sistemas de energia solar no Brasil seguem…

6 dias atrás

Refugiado do Sudão do Sul refloresta distrito de Uganda que o acolheu

Aos 32 anos, Bidal Abraham já teve que fugir de seu país, Sudão do Sul,…

6 dias atrás

Educação para Sustentabilidade pode virar disciplina obrigatória nas escolas

Matemática, Português, Geografia e... Educação para Sustentabilidade! Até 2025, o assunto pode virar disciplina obrigatória…

7 dias atrás