Bancos Ampliam Financiamento Para Energia Solar no Brasil em 2021

Bancos Ampliam Financiamento Para Energia Solar no Brasil em 2021
31 mar 2021

É fato que muitos brasileiros ainda não possuem o seu painel solar apenas por não terem disponível o capital inicial necessário para o projeto.

De acordo com a pesquisa do ano passado feita entre Ibope e Abraceel, nove em cada dez pessoas afirmaram que desejam gerar a própria energia elétrica.

Atraídos por esse mercado em expansão no Brasil, bancos públicos e privados logo começaram a disponibilizar linhas de crédito exclusivas para esses projetos.

Não demorou para que os financiamentos, que contam com taxas e prazos atrativos, se tornassem um dos métodos mais utilizados para a compra e instalação do kit de energia solar.

Segundo o último estudo sobre geração solar distribuída feito pela empresa Greener, 75% das empresas consultadas efetuaram ao menos uma venda via financiamento em 2020.

Agora, com a retomada gradual do mercado, grandes instituições financeiras do país já esperam um aumento na operação de suas linhas de crédito voltadas a projetos renováveis em 2021.

Entre elas estão o Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Santander e Caixa, conforme mostrou a reportagem divulgada pelo Canal Solar.

Para quem consome muita energia, como grandes empresas e agronegócios, o financiamento se torna especialmente atraente, pois a economia na conta pode cobrir até todo o valor das parcelas.

Consumidores residenciais, por sua vez, estão aproveitando a facilidade para finalmente se libertar dos altos preços das distribuidoras e escapar dos novos aumentos da energia dos próximos anos.

Especialmente agora com os impactos da pandemia sobre o setor elétrico que, somente neste ano, devem trazer um aumento médio de 14,5% na conta dos brasileiros que dependem da energia da sua distribuidora.

Entre os financiamentos realizados em 2020 pelo FNE Sol, uma das maiores linhas de crédito para sistemas fotovoltaicos, R$112,9 milhões foram destinados apenas a projetos de energia solar residencial.

Com a facilidade do financiamento, a queda dos preços da tecnologia e a abundância de sol em todo o país, as previsões são de novo crescimento para a energia solar no Brasil em 2021.

Segundo a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), a projeção é que a energia solar distribuída cresça 90% neste ano, passando de 4,4 Gigawatts para 8,3 GW.



Ruy Fontes
Ruy Fontes

Formado em Letras-Inglês pela Universidade Estácio de Sá, apaixonado por tecnologias e sustentabilidade, atua como gestor de conteúdo na agência #movidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Curtiu nossa página?

RSS
Follow by Email
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram