Chega de fabricar filhotes! Austrália proíbe reprodução comercial de cães e gatos

Chega de fabricar filhotes! Austrália proíbe reprodução comercial de cães e gatos
09 jan 2018

Recentemente, noticiamos aqui, no The Greenest Post, que Belo Horizonte quer proibir a venda de animais em pet shops. Ao que parece, esta deve se tornar uma tendência internacional: a Austrália acabou de adotar a medida.

O estado de Victoria acaba de sancionar lei que proíbe a existência de “fábricas” de filhotes de animais domésticos – como cães e gatos. A medida começa a valer efetivamente em julho e, na prática, significará que além do fim da reprodução comercial também não existirá mais a venda de bichinhos em feiras, parques, sites, clínicas veterinárias ou em qualquer outro estabelecimento comercial.

A aprovação da lei foi inspirada em Oscar, um cachorrinho que foi vítima desta indústria. A ativista Debra Tranter resgatou o cão em péssimo estado físico e psicológico e, desde então, luta para conseguir sua guarda. Ela fundou o Oscar’s Law, uma organização sem fins lucrativos dedicada a abolir as fábricas de animais domésticos na Austrália.

“A proibição vai destruir este modelo de negócio e ajudar a acabar com a crueldade animal”, diz Debra no site da ONG. A ativista diz ter esperança que a lei seja implementada também no resto do país. A medida é a primeira do tipo na Austrália e prevê ainda a adoção responsável por meio de grupos de resgate e abrigos.

Confira abaixo discurso de Debra (em inglês) sobre o assunto.

Foto: Thomas Hawk/Creative Commons



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Observações

  1. Pedro Soares Lourenço Diz: fevereiro 28, 2018 at 8:18 am

    Domesticar e forçar animais ao convívio humano é um capricho cruel da humanidade,por muito bem cuidado e acarinhado que o animal seja é sempre uma imposição forçada de uma espécie mais inteligente que compromete a liberdade de outros seres, condicionando e manipulando cruelmente a sua natureza, humanizando-os e incluindo práticas de amputação dos órgãos reprodutivos e genitais etc. a evolução e o caminho será certamente este.

    • Seu comentário é válido para a muitos animais domésticos, principalmente de consumo de sub produtos e carne. Porém para o cachorro, a “domesticação” ocorreu lenta e gradualmente a dezenas de milhares de anos por uma via de mão dupla, onde homens e cães foram ambos beneficiados de diversas formas. A natureza do cão é essa, eles que escolheram isso a milhares de anos atrás, fugissem quando eram lobos. Nos últimos milhares de anos, pode até se dizer séculos, começaram a selecionar em aptidões para caça, guarda e pastoreio que resultou na maior parte das raças atuais. Isso ajudou a humanidade crescer e se expandir e juntamente os cães. O lobo caça pra comer e luta pra sobreviver, o cão ajuda o homem, e como hoje tem muito mais cão que lobo, bom, o cão que se deu bem.

      A natureza do cão é junto ao homem e foi por escolha e benefício deles, tanto que não fogem nem se não houver grades.

      Quem decide ter um cão precisa ser responsável com a natureza dele. Até por que, se a madame quer ter border collie cheiroso em apartamento, ela vai descobrir com o ap destruído que a natureza não é assim manipulável.

      • Parabéns Fábio! Os alunos aí faltaram muitas aulas e leram muito pouco sobre animais e seres humanos. Agora… cães no foco, imaginano as tolices sobre cavalos e outros tantos animais. Não é preciso colocar o cavalo no sofá da sala, agora deixar de inserir essa inteligência com o ser humano já é querer ser Deus demais. Lamentável ler essas bobagens copy e cola do Google.

      • O Pedro está certo, eu entendo o ponto de vista dele, pois como Vegano olho os animais como seres com os mesmos direitos a liberdade e vida que nos temos, por isto a idéia da comercialização de vidas como qualquer forma de produto é imoral e parte da prepotência humana. Contudo concordo com o Fábio pois assim como Gatos os cães se aproximaram de nos em busca de um beneficio mutuo. Mas em certo ponto novamente nossa prepotência humana deturpou o que era uma troca justa e natural e deturpamos isto. Criamos cidades que são ambientes extremamente perigosos para qualquer animal e mudamos a natureza destes animais, misturamos tipos de cães, alteramos suas genéticas e outras coisas que parece coisa de filme Nazista mas alguns chamam de cinofilia. Criamos uma indústria vergonhosa de venda de animais motivados pelo ego e ganancia humana, e como tudo nesta sociedade o subproduto disto foi o abandono de animais que foram alterados geneticamente e incapazes de se sobreviver nestes ambientes monstruosos que criamos. A domesticação mudou e deixou de ser uma escolha natural deles para uma prisão luxuosa. Eu tenho dois cães ambos de raça que foram abandonados, um por que ficou grande demais e outro por que ficou velho demais, ambos iriam morrer na rua e agora estão em casa, e eu queria muito pedir desculpas para eles de prender eles aqui e ter que usar coleira, queria explicar que faço isto por que os humanos são um perigo e que eles vão sofrer ou morrer nas ruas, mas gostaria que não fosse assim que eles pudessem sair para cheirar tudo correr e tudo mais e voltar quando quiserem por que sabem que aqui tem um lar, capaz deles nem irem muito longe. Ninguém é dono de cachorro, somos todos protetores e a responsabilidade deveria ser de todos, não existe MEU cachorro, Meu gato, eles não pertencem a ninguém mas são de responsabilidade de todos nos.

    • Paulo Ricardo Diz: março 12, 2018 at 10:47 pm

      Quem faz esse tipo de comentário sinceramente tá longe de entender de cinofilia o q vc quer é q a humanidade seja acusada de forçar cães a conviver conosco mas ignora completamente evidencias contundentes de que foram os lobos que se aproximaram dos humanos para tirar e em de guardavam e alertavam de perigos aldeias e acampamentos numa fantástica simbiose. Chega a dar nojo tanta hipocrisia com falta de informação .

      • Concordo, Paulo Ricardo.
        Muito certo!!

      • Não é o que ele quer dizer, o que ele quer dizer que esta palhaçada que vc chama de cinofilia é uma imoralidade humana, os cães escolheram estar com a gente em uma troca justa, mas o ego de imbecis prepotentes a industrialização da vida alterou a genetica dos animais apenas para diversão e prazeres do ego humano e piora a cada dia que passa. Os humanos não forçaram os cães e gatos ao nosso convivio, os gatos resistem mais e os cães foram nossa vitimas, conseguimos ferrar tanto com eles que transformamos lobos em lulus da palmerania para servir de acessorio em foto de insta. Não importa a justificativa que as pessoas tenham, a comercialização de animais é imoral e criminosa. Vida não é produto nem deveria ter preço.

        • Florinda Rosa Isabel Diz: fevereiro 7, 2019 at 7:40 am

          Plenamente de acordo com Luciano Mello. Descaracterizaram os animais ditos de estimação, mas eu prefiro dizer “de companhia”, pois todos os animais têm o direito de ser estimados.

    • carla sofia silva Diz: abril 14, 2018 at 5:13 am

      Concordo plenamente!!!

  2. ESSA POPULAÇÃO DE CÃES E GATOS MIMADOS… SEUS CUSTOS NO MUNDO DA PARA ALIMENTAR OS FAMINTOS DA AFRICA OU DE OUTRAS REGIÕES… ATÉ DE PAÍSES COMO OS ESTADOS UNIDOS ONDE HA FOME SIM ……

  3. Ze Na real Diz: março 5, 2018 at 4:05 pm

    que tal proibir também a matança nos abatedouros? Quanto hipocrisia!! Qual a diferença de um cão de de uma vaca ou um porco?

    • Nelma Regina Scutari Diz: março 11, 2018 at 10:21 pm

      Concordo Ze Na Real,mesmo porque sou vegetariana. Podia acabar todo e qualquer tipo de holocausto animal. Droga de planeta.

      • como se criar fosse algo ruim…

        que tipo de energúmeno poderia dizer que um cão bem tratado é igual a um jogado fora??? ou de tentar argumentar que o que cria com qualidade deve ser impedido de lucrar com os anos de treinamento para amparar a qualidade necessária?

        do meu ponto de vista vegetarianos só estão vivos porque muitos outros comem “carne de holocausto”…pense nisso quando for precisar de um médico, ou for passar as compras no caixa do super mercado… só pode comprar coisas de quem é como você.

        “há uma crise lá fora não fui eu quem fez”, é isso mesmo que você pensa???

        o mundo não é uma ilha chamada “Nelma” ou feito de pessoas que não comem carne, veganos, macrobióticos, vegetarianos ou outros sectários do estômago.

        morrer todos vão morrer..comendo alface ou comendo carne, você morre igualzinho vezes sem conta dia a dia, e um dia será aquele último alento.

        o mundo é feito de uma grande diversidade, e sem exceção, sofrimento é o que nele não falta.

        pior ainda, para nosso desconsolo, 99% dos seres ditos “racionais” são tão incultos que nem sequer olham para os lados a ponto de perceber o que realmente importa.

  4. Ana Maria Diz: abril 17, 2018 at 8:24 pm

    No Brasil tem que ter uma lei federal, acabar com a venda de cães e gatos, urgente

  5. o problema do mercado de cães é muito complexo. Acredito que deveríamos fomentar campanhas no sentido de salvar os milhões de animais que perambulam pela cidade. Assim, criar condições para que todos tenham alimentação . As criançãs forçam os pais a adquirir cães e em pouco se cansam do bichinho que são jogados como lixo. Também acho que no momento não estamos preparados para aumentar o numero de filhotes para venda.

  6. Ilegal! Totalmente ilegal esse tipo de lei! Há criadores sérios e há muitas pessoas que se beneficiam dos animais de raça como os goldens e pastores! Um absurdo! Ao invés de fiscalizar e punir os maus tratos e exploradores cruéis proibem todos de ter criação! Melhor proibirem tbem os produtores de leite, de carne e etc. Punição grave a quem maltrata animais, mas jamais impedir alguém que queira ser criador e sério!

    • Animais não são objetos para serem vendidos e beneficiarem as pessoas com dinheiro. É a mesma coisa de você começar a produzir filhos pra vender, meu amor!!

    • Boa tarde. Exatamente isso. A ótica míope das pessoas em generalizar tudo. Não querem fiscalizar nada, querem penalizar os criadores sérios e os clientes necessitados.
      Pessoas portadoras de deficiências físicas que se lasquem.
      A maioria, não todos, não são tão complacentes com os animais que produzem suas carnes e derivados.
      Bando de hipócritas assoberbados!

    • sim, vamos acabar com Santos

      o município tem de PAGAR caro por este ato insano..

      sugiro que cada pessoa processe o idiota que fez a lei nas pequenas causas.

      e processem a prefeitura pois ela pode ser processada.

  7. isso, para resolver parte pro radical, lOgo……..depois, quando ficar cego, vai procurar um robot japones porque não vai ter lABRADOR………….NÃO VAI TER PASTOR Também para encontrar as drogas nos aeroportos………e quando tiver um terremoto e quiser achar um parente, não vai ter cão de faro para procurar nos escombros………..o erro do ser humano tem que ser controlado e não querer controlar a natureza e desaparecer com raças que são importantes para o humano……..eu não posso pagar pelo erro do outro……já peguei um monte de cães de rua…….vira-lata, pastor, rotweiller, akita…………querem punir, resolvam com leis e fiscalização…..

  8. Só acho que qto mais o estado se mete na vida mais o povo perde.Tipo assim, graças a uma ativista demente provavelmente uma demente esquerdolóide, todo mundo que vivia de canil ou gatil ficou sem emprego e vai ficar na miséria, com prejuízos absurdos pelo valor das matrizes, e proibido por lei de trabalhar, é isso mesmo?

  9. HOJE A CINOFILIA CHORA!
    Hoje a Cinofilia brasileira chora. Choram os criadores. Choram as pessoas que dedicam seus dias, noites, semanas, meses, anos inteiros à produção dos mais belos filhotes de cães.
    Cães de linhagens seculares, que, se não fosse o trabalho árduo e sério dos criadores, se perderiam no tempo.
    Criadores que se dedicam em tempo integral aos seus cães, que os tratam melhor que seus filhos, que passam noites acordados a fim de que sejam belos o bastante para permear os sonhos das crianças e de outros não tão crianças assim.
    Choram os apresentadores, choram os tratadores, choram os juízes, choram todos aqueles que amam um cão de raça pura e se envolvem de alguma maneira na sua criação e preservação.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora pelos outros criadores, de pássaros, peixes, roedores, equinos, bovinos, muares, caprinos, suínos e de todas as outras espécies.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Não por ter sido aprovado um projeto de lei que impossibilita que cidadãos de bem continuem a exercer sua profissão regulamentada e de criar seus cães no Município de Santos/SP. Isso, temos certeza que o Poder Judiciário corrigirá.
    Hoje a Cinofilia chora porque vê que alguns políticos que, em troca de um punhado de votos, se propõe a acabar com uma profissão de séculos, com um mercado comercial que rende 35 bilhões de reais por ano no País. Que gera milhões em impostos, impostos esses utilizados para pagamento dos salários desses mesmos políticos.
    Chora porque em um País, que atravessa uma de suas mais severas crises financeiras, os políticos propõe acabar com 2 milhões de empregos entre formais e informais, em troca de um punhado de votos.
    Chora pelo risco de perder o segundo lugar no mercado pet mundial, duramente conquistado.
    Chora pelos 140 milhões de brasileiros que têm um animal de estimação em casa e que, com o passar do tempo, não poderão ter mais a companhia de cães de raça pura.
    Chora pelas clínicas e hospitais veterinários que passarão a ter menos clientes e consequentemente a baixarem suas portas.
    Chora também pelo risco de fechamento de mais de 162 mil estabelecimentos comerciais.
    Chora, ainda, pelos mais de 570 mil criadores que perderão suas profissões.
    Chora pelos estudantes de veterinária de mais de 270 escolas que, após formados, encontrarão severas dificuldades em se engajar no mercado de trabalho.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Não pelas fábricas de ração que perderão seu precioso comércio sem ter se envolvido um minuto sequer na defesa de seus parceiros, mas chora pelo AGRONEGÓCIO BRASILEIRO, severamente ameaçado por essas leis, que deixará de comercializar preciosas quantidades de grãos destinados à produção de ração para pets.
    Chora, pelo AGRONEGÓCIO BRASILEIRO, que deixará de comercializar absurda quantidade de miúdos e produtos de origem animal para fabricação de ração pet, devido a essas absurdas leis.
    SERÁ QUE NINGÚEM VAI ENXERGAR QUE O SETOR PET É PARTE IMPORTANTE DO AGRONEGÓCIO DO BRASIL???
    SERÁ QUE NINGUÉM VAI SE IMPORTAR, EM TROCO DE UM PUNHADO DE VOTOS, QUE SEJAM FECHADAS MAIS E MAIS EMPRESAS E SE PERCAM MAIS E MAIS POSTOS DE TRABALHO???
    A política é mesmo podre!
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora porque pessoas, se aproveitando do momento em que a causa animal está em vitrine, aplaudem e seguem ideias de pessoas que não têm qualquer conhecimento da causa animal, pois sequer sabem criar seus filhos e utilizam-se dessa bandeira para ganhar dinheiro.
    Chora pelas ONG que se dizem protetoras dos animais, mas que não recolhem sequer um cão de rua abandonado.
    Chora por essas instituições que buscam apenas os cães de raça, pois são eles os mais procurados para adoção e que trazem dinheiro e visibilidade.
    Chora ainda mais, porque o GOVERNO BRASILEIRO não enxerga o que está acontecendo.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora porque políticos, que deviam estar primando pela educação, segurança, saúde e bem-estar dos seus pares, estão transformando essas ideias em ideais políticos, em troca de um punhado de votos, para se manter em seus cargos. Tudo por mais um voto e por mais um mandato, sem se preocupar um segundo sequer com a situação do País.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora pelo risco que essas leis representam à preservação das espécies.
    Chora pelo risco de extinção de raças desenvolvidas há anos pelo homem para lhe auxiliar nos mais diversos trabalhos, desde o pastoreio e companhia até a guarda e proteção de sua integridade física, de suas famílias e suas moradas.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Pelos pais e pelos filhos das pessoas envolvidas em desastres, pois não poderão contar com o precioso auxílio dos cães de resgate.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora pelos policiais e pelas pessoas de bem que não poderão contar com o árduo trabalho dos cães de polícia para localizar e apreender drogas, para localizar e prender bandidos.
    Chora pela Polícia Militar, pelo Exército, Marinha e Aeronáutica, que não poderão mais manter seus canis.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora pelos cegos e portadores de necessidades especiais, que não poderão contar com o auxílio de um cão guia ou companheiro para viver plenamente.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora pelo País que viu e fez crescer, que acreditava ser um país de pessoas livres e felizes, quando vê que a palavra EDUCAÇÃO está sendo SUBSTITUÍDA pela palavra PROIBIÇÃO.
    PROIBIR É MAIS BARATO QUE EDUCAR….
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora por ver que o Governo não está se envolvendo na causa animal por ter medo de perder votos para a próxima eleição, mesmo ciente do grande mercado que vai acabar e do impacto que isso fará na economia do País.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora pelos inúmeros projetos de lei que pululam nas assembleias de todo o País, visando à proibição da criação de animais de estimação, com intuito puramente eleitoreiro.
    Chora por não atrair a atenção de um só político que enxergue o bem que praticamos, os sonhos que criamos, pois defender a proibição dá mais voto e mais mídia que defender a criação séria e a regulamentação.
    Chora por ver a produção de leis sem qualquer sentido, pois, desde 1934, os animais são protegidos por lei.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora por ver, que as pessoas envolvidas na dita causa animal sequer se importam com o futuro desta Nação e que os políticos que os apoiam seguem o mesmo caminho.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Chora pela profissão regulamentada e honrada de CRIADOR DE CÃES ser jogada no lixo por uns e outros que não sabem sequer do que falam.
    Hoje a Cinofilia chora!
    Hoje a Cinofilia sangra, mas esse pranto não será em vão, as lágrimas secarão e as feridas fecharão.
    Esse pranto será transformado em luta, essa luta será transformada em sorriso, quando, finalmente, pudermos ver no rosto de uma criança ou de outro, não tão criança assim, o amor despertar ao ter um cão em sua companhia.
    Tudo isso passará.
    Não sem baixas.
    Mas passará.
    Passará porque somos muitos! Porque somos fortes! Somos forjados a latidos e uivos! Somos forjados a mordidas e arranhões! Somos forjados pelo amor de um cão de raça pura!
    Somos criadores de cães, somos produtores de sonhos!
    Nosso trabalho enaltece a existência e permanência da raça humana no planeta terra!
    Nosso trabalho gera amor!
    Não nos julgue sem nos conhecer.
    Não somos criminosos.
    Nossa profissão é digna.
    Nossa missão mais ainda!
    QUE ALGUÉM ENXERGUE ISSO.
    Enquanto isso, a Cinofilia chora!
    O texto não é meu mas me representa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *