Categorias: Mundo

1 em cada 3 pessoas no mundo sofre com problemas de desnutrição, alerta ONU

Para alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 2, que fala sobre Fome Zero, o mundo deverá abordar não apenas o combate à fome, mas também à forma de nutrição das pessoas.

Para isso, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) decidiu destacar a necessidade de dietas saudáveis e sustentáveis. A organização também pede ações para que essas dietas sejam acessíveis a todos.

Sob o tema “Nossas Ações são o Nosso Futuro – Dietas Saudáveis para um Mundo #FomeZero“, a FAO lançou campanha que convida todos a refletirem sobre o que ingerem.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lembra que 820 milhões de pessoas passam fome no mundo. O chefe da ONU destacou ainda que “ao mesmo tempo, 2 bilhões de homens, mulheres e crianças estão acima do peso ou obesos” e que as “dietas que não são saudáveis representam um enorme risco de doença e morte.”

Segundo ele, “a emergência climática está aumentando a ameaça à segurança alimentar.”

Guterres disse ainda que “é inaceitável que a fome esteja aumentando num momento em que o mundo desperdiça mais de 1 bilhão de toneladas de alimentos todos os anos.” Para ele, “como família humana, um mundo sem fome” é uma obrigação.

A FAO afirma que nas últimas décadas, as dietas e hábitos alimentares mudaram drasticamente como resultado da globalização, urbanização e crescimento da renda.

Menos tempo é gasto na preparação de refeições em casa e os consumidores, especialmente nas áreas urbanas, dependem cada vez mais de supermercados, lanchonetes ou de comprar comida na rua.

A agência da ONU destaca que uma combinação de dietas pouco saudáveis e estilos de vida sedentários provocou um aumento nas taxas de obesidade, não apenas nos países desenvolvidos, mas também nos países de baixa renda, onde convivem fome e obesidade.

Dados da FAO indicam que a obesidade e outras formas de desnutrição afetam quase uma em cada três pessoas. E pior: até 2025, este número será de um em dois.

A boa notícia, segundo a agência, é que existem soluções acessíveis para reduzir todas as formas de desnutrição, mas estas exigem um comprometimento maior de todos.

Partiu prestar mais atenção na nossa relação com a comida?

Assista, abaixo, ao vídeo com uma mensagem de António Guterres sobre o tema. Ele foi gravado especialmente para o Dia Mundial da Alimentação, celebrado em 16 de outubro.

Foto: FAO/Benjamin Rasmussen

Por ONU News

Redação

Também quer ver seu texto publicado no The Greenest Post? Entre em contato com a gente pelo e-mail colabore@thegreenestpost.com!

Compartilhe
Publicado por
Redação

Posts recentes

Refugiados venezuelanos ajudam brasileiros vítimas das chuvas em Minas Gerais

As chuvas em Minas Gerais seguem causando fortes estragos em dezenas de cidades do Estado. O fenômeno natural – que,…

3 semanas atrás

26 resoluções sustentáveis para um ano realmente novo (e melhor)

1. Juntar tampinhas para o programa de reciclagem Tampinha Legal 2. Usar ecobag SEMPRE que for fazer compras, para não…

2 meses atrás

O hospital australiano que já salvou a vida de milhares de animais vítimas dos incêndios florestais

“Uma vida por vez!” Este é o lema do Australia Zoo Wildlife Hospital, um dos maiores hospitais de vida selvagem…

2 meses atrás

Cidade de SP adota tarifa zero para ônibus – e ainda aumenta frota e número de linhas

É isso mesmo: o sonho de ter transporte público de qualidade DE GRAÇA está prestes a virar realidade para os…

4 meses atrás

Cidade de São Paulo assina compromisso global para prevenir poluição plástica

A Fundação Ellen MacArthur, em parceria com a ONU Meio Ambiente, divulgou relatório que aponta os avanços nos esforços globais…

4 meses atrás

Mulheres catadoras são contratadas para coletar lixo plástico usado para fazer tijolos que constroem escolas na África

Sabe aquelas iniciativas que parecem amarrar todas as pontas para fazer do mundo um lugar melhor? A empresa Conceptos Plásticos…

4 meses atrás