Startup leva energia solar para o Morro Dona Marta, no Rio de Janeiro

Startup leva energia solar para o Morro Dona Marta, no Rio de Janeiro
16 set 2015

Poucos métodos são mais eficientes para a redução da conta de luz em uma residência do que a instalação de placas fotovoltaicas no telhado. Então, por que não levar a alternativa para as comunidades de baixa renda do Brasil, onde os moradores têm mais dificuldade em pagar a fatura de eletricidade?

Esta é a ideia do negócio social Insolar, criado pelo jovem empreendedor carioca Henrique Drumond. Curtiu?

O projeto piloto já tem destino definido: é o Morro Dona Marta, que fica na zona sul do Rio de Janeiro. A primeira edificação a ser contemplada pela iniciativa é a Creche Mundo Infantil. Localizada no coração da comunidade, ela foi criada há três décadas por um grupo de mulheres que não tinha onde deixar os filhos para trabalhar e, hoje, recebe mais de 60 crianças de 6 meses a 6 anos de idade.

Vivendo, prioritariamente, de doações, a creche vai ter uma economia e tanto na conta de luz com a instalação (gratuita) do sistema da Insolar, que é formado por oito módulos fotovoltaicos e possui capacidade de geração de até 2,18 kWp de eletricidade.

Se tudo correr bem, a ideia é expandir a iniciativa para todas as casas do Morro Dona Marta e oferecer, ainda, capacitação para que os próprios moradores possam ser funcionários da startup. Nesta fase do projeto, no entanto, o serviço deixará de ser gratuito. A empresa pretende cobrar um percentual sobre o que o consumidor vai economizar na conta de luz, caracterizando assim o negócio social.

Já pensou se todas as comunidades de baixa renda do Brasil pudessem ter acesso à energia solar? Nós amaríamos. E você?

Foto: dany13/Creative Commons



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *