Startup usa celulares que iriam para o lixo para combater desmatamento nas florestas brasileiras

Startup usa celulares que iriam para o lixo para combater desmatamento nas florestas brasileiras
14 abr 2016

Novas funções, melhor resolução nas fotos… Com a tecnologia se desenvolvendo dia a dia, novos modelos de smartphones surgem a todo momento e, com isso, acabamos trocando de celular com uma frequência bem maior do que a necessária. Só nos EUA,  milhões de aparelhos são jogados fora todos os anos.

Por isso, a startup Rainforest Connection utiliza os celulares descartados para uma causa nobre: parar de vez com o desmatamento e a caça ilegal. O projeto arrecadou dinheiro, via financiamento coletivo, para espalhar a iniciativa pela Indonésia, África e Brasil.

Funciona da seguinte maneira: os celulares antigos são abastecidos por energia solar e programados com um software especial que capta o som da floresta. Quando motosserras, tiros ou o choro de animais são identificados, o aparelho emite um sinal para guardas ambientais irem verificar o que está acontecendo no local. Cada celular é capaz de “cuidar” de um quilômetro de mata. A informação em tempo real permite o flagrante de forma eficaz.

Segundo a startup, o dinheiro ajudou a proteger 300 hectares de floresta, o que equivale a evitar a emissão de três mil carros por ano. O próximo passo é lançar um aplicativo gratuito para que qualquer um consiga ouvir o som das florestas em seus celulares — assim consigam monitorar qualquer irregularidade.

Topher White, CEO da RainForest Connection, acredita que a tecnologia é capaz de reduzir as atividades ilegais em até 90%, se espalhada no mundo inteiro. Demais, não? 

Assista ao vídeo onde eles explicam a tecnologia.

Foto: Rainforest Connection/Creative Commons



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *