Já tomou banho de cachoeira esse ano? Conviver com a natureza é fundamental para preservá-la

Já tomou banho de cachoeira esse ano? Conviver com a natureza é fundamental para preservá-la
21 jan 2016

Um dia em São Paulo, fritando no meio do trânsito, virei para uma amiga e disse: “Que saudade de uma cachoeira, né?”.
Ela: “Não sei, nunca fui.”
Eu: “COMO ASSIM? Vamos combinar o mais rápido possível então!”
Ela: “Ah! Pra falar a verdade não faço muita questão…”

Lembro que fiquei chocada. Minha realidade era outra. Tive a linda oportunidade de conhecer cachoeiras, brincar com os primos no meio do mato, fazer trilhas…

12510463_1655179294749166_2116353225765045028_nO episódio me marcou. Foi o dia em que me deparei pra valer com o cenário de desconexão entre o ser humano urbano (hoje, maioria da população mundial) e os rios, as plantas, os animais…

Comecei a me questionar sobre os motivos para tal desligamento. Como alguém que nunca tomou um revigorante banho de cachoeira pode se importar com ela? Como alguém que nunca sentiu o gosto de uma fruta apanhada no pé pode se preocupar com a vitalidade das florestas?

A reconexão e o sentimento de pertencimento à Natureza é urgente! Precisamos lutar pelo conhecimento natural e dos povos que habitam os interiores desse país e desse mundo maravilhoso. O conhecimento ancestral cultivado por mihares de anos. Aliás, já diz o ditado: “Quem conhece ama e quem ama cuida!” 🙏

A foto que abre o post é do Projeto Território Do Brincar. Uma iniciativa que busca ouvir o Brasil a partir da voz das nossas crianças, que a um só tempo retratam a universalidade da infância e refletem e espelham o povo que somos.


Conheça o PorQueNão? no Facebook, Instagram e YouTubeProjeto de um casal viajando o Brasil todo a fim de disseminar alternativas para um futuro mais harmônico.


PorQueNão?
PorQueNão?

PorQueNão buscar e compartilhar conhecimentos a fim de repensarmos nosso modo de vida? Viajamos o Brasil conectando pessoas que fazem e pessoas que buscam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *