Pesquisadores estudam nova fórmula sustentável de whey protein

Pesquisadores estudam nova fórmula sustentável de whey protein
28 dez 2017

A proteína do soro do leite – muito conhecida como whey protein – está sendo estudada em uma fórmula mais sustentável. A revista Scientia Agricola, de artigos relacionados à agricultura, publicou um novo estudo que busca a transformação do produto para uma bebida com sabor de laranja.

O whey protein é uma mistura de proteínas isoladas a partir de soro de leite, substância obtida durante a produção de queijo. O produto é comumente utilizado como suplemente alimentar e, de forma geral, tem obtido efeitos positivos para a saúde, desde propriedades anti-inflamatórias até anti-cancerígenas.

LEIA TAMBÉM: Pesquisa revela alto potencial da canela para combater obesidade e hiperglicemia

Agora ele pode ser incluído na dieta dos veganos! Na seção “Ciência e Tecnologia de Alimentos”, o artigo Sustainable alternative for the food industry: converting whey and orange into a micro-filtered beverage traz a possibilidade de os benefícios do soro após atividades físicas serem melhor aproveitados a partir de uma alternativa sustentável. A nova bebida limpa tem menor viscosidade, turbidez e níveis de proteína, sem alterar as concentrações de minerais, mostrando assim que o produto possui boa capacidade de hidratação.

A bebida apresentou resultados satisfatórios em relação aos parâmetros fisicoquímicos e microbiológicos e boa aceitação sensorial. Ainda assim, é necessário investigar condições adversas para o novo produto, como refrigeração e outros compostos nutricionais.

O estudo buscou produzir uma bebida microfiltrada contendo o soro e suco de laranja e avaliar o fluxo transmembranar, características térmicas, físico-químico, carga microbiana, vida útil e aceitação sensorial.

A Scientia Agricola (volume 75, número 2, 2018) está disponível na íntegra no site.

Foto: las – initially/Creative Commons



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *