Viva o jornalismo alternativo! Ler só o que a mídia tradicional diz pode ser muito perigoso

Viva o jornalismo alternativo! Ler só o que a mídia tradicional diz pode ser muito perigoso
11 dez 2015

Na época em que o Brasil ainda era uma colônia, os meios de comunicação tinham uma relação de interdependência com o Estado, ou seja, toda a informação que os leitores consumiam já tinha passado pelo filtro do Poder. A novidade é que continua sendo assim. Em pleno século 21! Claro que hoje em dia as grandes empresas também entraram no jogo (pesadamente!). Como podemos nos atualizar a partir de um lado só da história?

O jornalismo independente (ou alternativo) veio pra ser a oposição; aquele que foge dos padrões e interesses da grande mídia. A ideia é não ter rabo preso com ninguém e falar aquilo que não é falado.

Conversamos com o Alceu Castilho que escreve para, entre outras mídias alternativas, o Outras Palavras (um veículo que vale muito, muito a pena). E, assim como ele, acreditamos que cada vez mais nós somos os responsáveis pelas informações e conhecimentos que passamos adiante, principalmente agora com a internet, na qual todos somos potenciais “jornalistas”.

Não podemos continuar focados nas mesmas ideias, cheias de interesses travestidos de informação. Precisamos olhar para a diversidade. Esse é o futuro!

Por mais meios que expandam nossos horizontes!

Leia os textos do Alceu aqui.

Assista a uma parte da entrevista, abaixo.

Mantenha contato com o PorQueNão? também pelas redes sociais: no Facebook, Instagram e YouTube!



PorQueNão?
PorQueNão?

PorQueNão buscar e compartilhar conhecimentos a fim de repensarmos nosso modo de vida? Viajamos o Brasil conectando pessoas que fazem e pessoas que buscam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *