O iraniano que compra escravas sexuais para devolvê-las a suas famílias

O iraniano que compra escravas sexuais para devolvê-las a suas famílias
10 mar 2015

3,5 mil. Esse é o número, aproximado, de mulheres e crianças que, atualmente, estão sob domínio do Estado Islâmico, segundo reportagem da BBC. Cristãs, muçulmanas ou yazidis, elas foram sequestradas e escravizadas (sobretudo para fins sexuais) pelo simples fato de não seguirem o islamismo como religião.

A situação é desumana e um homem, sozinho, decidiu enfrentá-la. Sob anonimato, um iraniano anda frequentando os leilões promovidos pelo Estado Islâmico em território controlado e comprando escravas sexuais. O que isso tem de heróico? Em vez de abusar delas, o moço as ajuda a voltar para casa.

Ninguém sabe o nome do benfeitor. Ou quantas mulheres ele já conseguiu libertar. Mas, recentemente, caiu na rede um vídeo em que uma yazidi, que estava escravizada, reencontra seu pai, graças ao iraniano. O filme foi divulgado, em primeira mão, pelo site Shoebat e, desde então, a mídia está de olho no herói misterioso. Não é para menos: histórias assim dão gosto de serem contadas!

Foto: Michał Huniewicz/Creative Commons



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. A ação deste homem é louvável, porém ele não é o único a faze isso. Existe uma estrutura que mantém e arrecada os valores por essas mulheres e crianças. E infelizmente não é somente do Estado Islâmico, mas projetos espalhados por diversos países como Índia, Nepal entre muitos outros. O projeto Meninas dos Olhos de Deus é apenas um entre muitos que existem que resgatam essas mulheres e crianças. Muitas não podem voltar para casa, então é dado estrutura para elas estudarem e se profissionalizarem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *