No Canadá, policiais são obrigados a fazer meditação antes de ir às ruas

No Canadá, policiais são obrigados a fazer meditação antes de ir às ruas
04 maio 2016

Agir sob stress no trabalho nunca é bom. Mas perigoso ainda é quando você lida diretamente com pessoas em sua profissão e está armado, como é o caso dos policiais. Para evitar casos de abuso de violência, o governo de Ontario, no Canadá, achou uma ótima solução: por lá, todos os policiais são submetidos a sessões de meditação antes de ir para a rua.

Conduzidas pelo monge Bhante Saranapala, as aulas visam desenvolver o equilíbrio emocional dos policiais. A ideia é evitar que eles reajam de maneira exagerada (e violenta!) às situações que enfrentam durante a jornada de trabalho. E tem dado certo!

“Parabenizo o governo de Ontario pelo pioneirismo da iniciativa e espero que ela inspire outras cidades do Canadá e do mundo”, disse o monge a um jornal local.

A força policial brasileira é a que mais mata no mundo, segundo relatório da Anistia Internacional. Por aqui, sessões de meditação para estes profissionais seriam mais do que bem-vindas, não?

Foto: Reprodução/Facebook



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *