Minimalismo: como sua vida pode ser melhor com menos?

Minimalismo: como sua vida pode ser melhor com menos?
26 jan 2017

Na nossa sociedade moderna, o consumo se tornou sinônimo de sucesso. Sempre arranjamos desculpas para agregar mais e mais produtos materiais para nossas vidas. Afinal, trabalhamos tanto, merecemos “tal coisa”, certo? Mas até que ponto o consumo realmente traz felicidade? Aí entra a tal ideia de minimalismo. 

Dois amigos de infância, Joshua Fields Milburn e Ryan Nicodemus, fizeram esse questionamento e resolveram testar a vida com pouco – muito pouco! Juntos lançaram o blog que chamaram de The Minimalists, ou Os Minimalistas em tradução livre. O objetivo é espalhar a ideia de que menos é mais, que abrir mão de bens materiais ajuda o ser humano a cultivar melhores relacionamentos e viver de forma mais significativa.

Além de economizar tempo e dinheiro, a dupla conseguiu ampliar muito o público do blog, que interagia de forma muito ativa com o conteúdo produzido. Todo mundo estava atrás de uma coisa: conselho para conseguir focar nas coisas que realmente importam na vida. Com isso, resolveram produzir um documentário, que ganhou o título de “documentário indie número um do ano”.

“Minimalismo: um documentário sobre as coisas importantes” é o nome da obra, que tem 78 minutos de duração. O filme acompanha a dupla em uma turnê para divulgar o livro recém lançado. Nas andanças pelo Estados Unidos, outras pessoas com mesmo perfil são entrevistadas, inclusive pesquisadores da psicologia que estudam as razões para as pessoas estarem em constante necessidade de consumir mais. Todos os personagens procuram significado por meio da simplicidade.

Arquiteto, jornalista, viajante, escritores, pais e empresários são alguns dos personagens que você consegue encontrar no filme. Assista ao trailer abaixo:



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Como adepto do minimalismo, conheço o trabalho deles. Por algum tempo, acompanhei tal blog e admiro a suposta boa intenção de ambos. Todavia, acho uma pena eles usarem justamente o minimalismo em prol do capitalismo desenfreado o qual condenam. A meu ver, isso é paradoxal e contraditório, uma vez que o minimalismo deveria remeter à frugalidade e ao contentamento, e não incentivar ainda mais o consumo. O pior é que eles infelizmente não são os únicos a agirem assim.

    Este pequeno vídeo publicado acima (que eu nem sequer abri) ilustra perfeitamente o que estou a dizer. Repare que logo no canto superior direito do vídeo já aparece os seguintes dizeres: “Comprar $20.00”. Irônico, não? O intento deles não seria incentivar as pessoas a consumirem menos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *