Microsoft anuncia investimentos de 150 milhões em mega renovação verde de seu campus

Microsoft anuncia investimentos de 150 milhões em mega renovação verde de seu campus
12 dez 2017

A gigante da tecnologia moderna e uma renovação de cerca de 620 mil metros quadrados, o equivalente a 180 campos de futebol. Esse é o projeto da Microsoft para seu campus em Redmont, onde concentra suas operações há mais de trinta anos. A empresa busca os benefícios de um ambiente de trabalho com mais natureza e flexibilidade.

O anúncio foi feito pelo presidente da empresa, Brad Smith, em um post no blog oficial com o título “Investir para crescer em casa”. A meta é “criar o melhor local de trabalho no setor de tecnologia no mundo”.

A mega renovação verde terá seu início no segundo semestre de 2018 e levará de cinco a sete anos para ser concluída. Os investimentos serão de US$ 150 milhões, incluindo também a construção de 18 novos edifícios.

Entre as melhorias na infraestrutura de transporte, espaços públicos, campos esportivos e áreas verdes, o campus vai ganhar atrativos como uma praça de 8 mil metros quadrados, com pistas de corrida e trilhas para caminhada, campos de futebol e críquete, além de um espaço para varejo.

LEIA TAMBÉM: Garrafa inovadora que não polui e purifica a água sozinha revoluciona no mercado

“Nosso novo campus será mais aberto e menos formal, dividido em uma série de ‘bairros de equipes’, enquanto capta luz mais natural e promove o tipo de criatividade que levará à inovação contínua para avançar na indústria e beneficiar nossos clientes”, afirmou Smith em seu post.

A obra proporcionará 2.500 empregos de construção e trabalho moderno para os 47 mil funcionários que trabalham lá, além de espaço extra para expandir as operações e agregar mais 8 mil pessoas.

E ainda melhor! Pedestres e bicicletas terão prioridade no campus, carros só circularão no estacionamento subterrâneo.

Confira a seguir o vídeo de divulgação:

Foto: Divulgação/Microsoft



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *