SP autoriza moradores a criar ‘vagas vivas’ nas ruas

SP autoriza moradores a criar ‘vagas vivas’ nas ruas
19 abr 2014

Quem enfrenta longas caminhadas na cidade de São Paulo sabe: não é fácil! A maioria das ruas não dispõem de sombra de árvores ou banquinhos para descansar. Áreas verdes, então… são raríssimas. Mas este cenário pode – e deve! – mudar.

O prefeito Fernando Haddad assinou decreto que autoriza a existência dos parklets. Trata-se da transformação de uma vaga de automóvel para zonas de convivência entre pedestres. A tendência internacional pretende reapropriar o espaço urbano em função das pessoas – e não dos carros, como acontece atualmente.

De acordo com o decreto, publicado no Diário Oficial, qualquer pessoa (física ou jurídica) pode entrar com pedido junto às subprefeituras para instalar um parklet. A instalação, manutenção e remoção serão responsabilidades do requerente. O projeto só pode ser implantado em ruas com velocidade máxima de 40 km/h e sem tráfego intenso.

A primeira ‘vaga viva’ foi instalada em 2006, na cidade de São Francisco, na Califórnia. Desde então várias cidades seguiram o exemplo para recuperar o uso coletivo do espaço público e tornar bairros mais amigáveis.

Foto: Mark Hogan/Wikimedia Commons



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *