Menino de 6 anos cultiva horta no quintal para ajudar crianças com fome

Menino de 6 anos cultiva horta no quintal para ajudar crianças com fome
18 jun 2015

Carrinho? PlayStation? Bola? Que nada! A diversão do pequeno Oliver Cillis, desde os seis anos de idade, é cultivar uma horta no quintal da sua casa para ajudar crianças carentes. Não é uma fofura?

A ideia surgiu em 2011, quando, durante uma viagem de férias com a família, Oliver viu, pela janela do carro, um grupo de crianças revirando uma lixeira. O menino ficou inconformado ao descobrir, pela boca da mãe, que eles cavocavam o lixo para comer e teve uma simples, porém brilhante, ideia (daquelas que muitas vezes só a simplicidade de uma criança consegue conceber) para ajudar aqueles que passam fome.

“Por que não vendemos os alimentos que produzimos em casa para ajudar essas crianças?”, indagou aos pais. E alguém consegue dizer não para uma ideia dessas? Estava fundado o Oliver’s Garden Project.

A horta que já era mantida no quintal da casa da família, na cidade de Halmiton, no Canadá, passou a ter um fim mais nobre: todos os alimentos ali produzidos são, há quatro anos, vendidos para moradores e empresas locais e toda a verba arrecadada é destinada a instituições que ajudam crianças necessitadas.

A ideia é tão boa que não tem como ficar indiferente a ela! Além de envolver toda a família no projeto, Oliver contagiou a cidade inteira: vários moradores e escolas adotaram hortas orgânicas para dar continuidade à iniciativa – que, além de ajudar pessoas carentes, estimula a agricultura urbana e a alimentação saudável entre os cidadãos.

Curtiu? Então, assista ao vídeo da iniciativa, abaixo, e tente não se apaixonar por Oliver!

Foto: Divulgação/Oliver’s Garden Project



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *