Menino de 13 anos descobre forma mais eficiente de captar energia solar

Menino de 13 anos descobre forma mais eficiente de captar energia solar
21 jul 2015

Não, nós não erramos na conta! O jovem Aidan Dwyer tinha mesmo apenas 13 anos de idade quando desbancou a comunidade adulta científica e descobriu, sozinho, uma maneira mais eficiente de produzir energia solar.

Como? Apenas, observando a natureza. É que o projeto de Aidan para a produção de eletricidade a partir do sol imita a estrutura de uma árvore. O menino se deu conta de que as plantas têm formas irregulares e, mesmo assim, cumprem muito bem sua função de coletar luz solar para fazer fotossíntese. Então, por que as placas fotovoltaicas que usamos atualmente para produção de eletricidade precisam ser planas?

Eis a questão: Aidan descobriu que elas não precisam (e nem devem) ser retas. Após muita pesquisa na internet, o menino conseguiu montar a “placa fotovoltaica perfeita”: ela parece uma árvore (só que metálica) e possui painéis solares em diferentes níveis. Com a engenhoca (pasmem!) é possível produzir até 20% mais energia solar do que com os modelos atuais. É ou não é genial?

A ideia é tão boa que Aidan já virou celebridade no mundo científico: o garoto foi premiado pelo American Museum of Natural History, dos EUA, e até participou da conferência World Future Energy, da ONU. Nada como a simplicidade das crianças para nos mostrar que, às vezes, tudo o que precisamos fazer é observar e aprender com a sabedoria da natureza…

Assista, abaixo, à palestra do garoto na conferência PopTech.

Foto: Divulgação



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *