Mais um! SP ganha hospital veterinário público na Zona Oeste para atender bichinhos carentes

Mais um! SP ganha hospital veterinário público na Zona Oeste para atender bichinhos carentes
19 jan 2018

Atenção, donos de bichinhos que não têm condições de pagar por tratamento veterinário! A cidade de São Paulo acaba de ganhar mais um hospital público para atender aos animais de estimação.

Localizado na Zona Oeste – mais precisamente na rua Manuel Jacinto, 249, no bairro Vila Sônia –, o local será inaugurado no dia 25 de janeiro – não por acaso, dia do aniversário da cidade! – e estima iniciar suas atividades atendendo cerca de 30 bichinhos por dia. A ideia, no entanto, é aumentar as operações do hospital gradualmente para conseguir fazer até 300 atendimentos diários.

Entre as atividades que poderão ser feitas no hospital estão consultas veterinárias, cirurgias e exames laboratoriais. Tudo na faixa! Para ter direito ao benefício, o dono deve ir ao hospital com seu bichinho de estimação portando os documentos de RG, CPF e comprovante de residência.

Este é o terceiro hospital veterinário público da capital paulista. Os outros dois estão localizados nas zonas Leste e Norte da cidade e todos são coordenados pela Anclivepa (Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais). Apesar de públicos, os hospitais não são mantidos pelo governo: eles recebem patrocínio da iniciativa privada e aceitam ainda doações de pessoas físicas.

O aumento no número de unidades, no entanto, não é por acaso: há muita demanda. Tratamento veterinário é caro e a maioria da população não tem condições de pagar por ele. Fica a dica para os governos e demais cidades do Brasil!

Foto: Eduardo Biermann/Reprodução



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *