Mais 35 plantas medicinais para não tomar remédio toda hora

Mais 35 plantas medicinais para não tomar remédio toda hora
28 jun 2015

Gripe? Cólica? Febre? Enxaqueca? Asma? Afta? Já listamos, aqui no The Greenest Post, 35 plantas medicinais para não se jogar nos remédios toda hora. A lista fez tanto sucesso que, agora, reunimos outras 35 espécies que ajudam a mandar as dores do corpo embora de forma mais natural. Confira abaixo!

A proposta é da Self Service Pajé, iniciativa do coletivo Opavivará! que convida as pessoas a serem pajés de si mesmas, criando misturas de chás únicas.

Funciona assim: você faz uma autoanálise das necessidades do seu corpo e, em seguida, procura as plantas medicinais com propriedades naturais que podem ajudar a supri-las. Que tal experimentar? Veja quais delas podem trazer melhorias para a sua saúde e crie seu próprio remédio natural!

1. HORTELÃ (Mentha piperita)
Vermífugo, estimulante e tônico em geral, estimula as funções gastrointestinais. Usado no tratamento de giárdia e ameba. Contra febre, dor de cabeça, gripes e resfriados, asma, bronquite e tosse; vômitos, diarréias e cólicas, dispepsias, afecções crônicas do fígado e cólicas hepáticas. Aumenta a produção e circulação da bílis. Estimula agudeza e foco perceptivos. Pode causar insônia, se tomado antes de dormir ou em uso prolongado. Diminui a lactação. Contraindicado para gestantes e lactantes.

2. IMBURANA (Amburana cearensis)
Anticoagulante, antiinflamatório, balsâmico, broncodilatador, cardiotônico, diaforético, estimulante, estomáquico, febrífugo e narcótico. Indicado para afecções pulmonares, asma, bronquite, astenia, cólicas intestinais e uterinas, gripes, resfriados e tosses.

3. IPÊ ROXO (Tabebuia avellanedae)
Contém insulina. Atua na prevenção de tumores, auxilia no tratamento de câncer e no processo de recuperação de pacientes submetidos á radioterapia. Usado no tratamento de diabetes, cancro, candidíase, sarnas e coceiras em geral, eczemas, estomatite e feridas gástricas, hemorroidas e inchaço dos pés. Contraindicado para gestantes.

4. JASMIN (Jasminum officinalis)
Relaxante e afrodisíaco, é útil no tratamento de histeria, ansiedade, angústia, depressão, depressão pós-parto, tristeza profunda, apatia, letargia, insônia, distúrbios da menopausa, frigidez e impotência. Combate respiração difícil, tosse e rouquidão, resfriados, catarros, congestão nasal e angina, menstruação difícil, hipersensibilidade e inflamações alérgicas. Usado na preparação do parto. Infunde autoconfiança.

5. JURUBEBA (Solanum paniculatum)
Diurético, combate hidropsia, inchaço dos pés, afecções hepáticas, como icterícia, hepatite e ingurgitamento do fígado e do baço, malária, anemia, atonia gástrica, dispepsia, instabilidade emocional e febres intermitentes.

6. LARANJEIRA (Citrus aurantium)
Calmante e laxante, combate tensão nervosa, histeria, palpitações e insônia, gripes e resfriados, dores de cabeça, dispepsias, gastralgias e tenesmo.

7. LOURO (Laurus nobilis)
Ativa o funcionamento do estômago, fígado e útero. Usado no tratamento de anorexia, dispepsia, cólicas, astenia, fadiga, dores reumáticas e torcicolos. Em doses altas, pode provocar vômito.

8. MACELA (Achirocline satureioides)
Combate azia, colecistite, cólicas, contrações musculares, diarréias, disenterias, nevralgias e insônia.

9. MALVA (Malva sylvestris)
Usada em afecções de garganta e ouvido. Útil no tratamento de faringite e amigdalite. Auxilia no tratamento de sinusite. Combate inflamações das pálpebras. Usada em inflamações de pele decorrentes de picadas de insetos. Excelente para recompor a mulher após o parto. Usada contra prisão de ventre e colite. Especialmente boa para os dentes, gengiva, garganta, ouvidos e cordas vocais. Ajuda os contidos a se expressar melhor e com menos timidez. Ótima para os que verbalizam sempre de forma muito agressiva ou defensiva.

10. MANJERICÃO (Ocimum basilicum)
Antiespasmódico gástrico e estimulante digestivo, antiinflamatório, aperiente, estomáquico, carminativo, expectorante, excitante e galactagoga. Pacificador, organizador e integrador, transmutador da energia agressiva. Contraindicado durante o primeiro trimestre de gestação.

11. MARACUJÁ (Passiflora alata)
Combate a insônia, ansiedade, estresse, histeria, neuroses, irritabilidade, estados depressivos e excitação nervosa, taquicardia, nevralgias, cefaleias, enxaqueca, distúrbios da menopausa, coqueluche, tosses espasmódicas, asma brônquica, contraturas musculares, convulsão infantil e hemorroidas. Auxiliar no tratamento de hipertensão. Infunde paz, tranquilidade e a consolidação das relações amorosas. Causa sonolência. Contraindicado para gestantes e pessoas com hipotensão arterial.

12. MARAPUAMA (Ptychopetalum olacoides)
Afrodisíaco e energético, usado contra distúrbios nervosos, debilidade, depressão, nevralgias, ataxia locomotora, paralisia parcial, impotência sexual e cólicas menstruais. Combate astenias, beribéri, disenteria e dispepsia. Contraindicado para cardíacos e hipertensos.

13. MIL FILHOS (Achillea Millefolium)
Útil contra todas as hemorragias do útero e pulmões, vômitos com sangue, hemorroidas, fístulas anais, diarreia com sangue, menstruação excessiva, mucosidade nos intestinos e catarro sanguinolento tuberculoso. Alivia dor de dentes e do estômago. Combate dores de cabeça, cólicas de origem gástrica e intestinal, gases no estômago e afecções pulmonares e urinárias. Infunde amor universal, criatividade, estrutura emocional e integridade.

14. MULUNGÚ (Erythrina mulungu)
Usado no combate à asma e bronquite asmática nervosa, histeria e insônia; dores reumáticas e musculares, hemorroidas, inflamações e obstruções do fígado e do baço, pressão alta e prisão de ventre.

15. NÓ DE CACHORRO (Heteropterys aphrodisiaca)
Afrodisíaco, aumenta a produção de espermatozoides. Usado contra impotência sexual e problemas de visão. Excelente para organização mental, foco, concentração e memória. Contraindicado para cardíacos e hipertensos.

16. NOZ DE COLA (Cola nítida)
Afrodisíaco, previne a fadiga e impotência sexual. Usado contra asma, depressão, diarreia, dor de cabeça, esgotamento mental e perturbações funcionais do coração. Contraindicado para gestantes, crianças, cardíacos, hipertensos, pessoas com insônia, úlceras estomacais e duodenais.

17. NOZ MOSCADA (Myristica fragrans)
Combate má digestão, vômitos, diarreias, cólicas e gases. Útil contra dores musculares e reumáticas, fraqueza, exaustão, insônia e para revitalizar os nervos e músculos em paralisia. Ajuda na recuperação de doenças debilitantes e após esforços físicos intensos. Em doses altas pode ter efeitos alucinógenos.

18. PARATUDO (Tabebuia áurea)
Também conhecido como Ipê Amarelo, é usado como remédio para problemas no estômago, diabetes, vermes, inflamações e febres. Utilizado no combate a anemia (estimula a produção de glóbulos vermelhos), hepatite, resfriados e inflamações. Elimina toxinas. Previne a formação de tumores. É um febrífugo excelente por conter o álcali carobina.

19. PATA DE VACA (Bauhinia forficata)
Depurativa e diurética. Usada no tratamento de diabetes, hipercolesterolemia e obesidade. Combate cálculos renais, infecções urinárias, males dos rins e do estômago, prisão de ventre, retenção de líquidos e elefantíase. A longo prazo, pode produzir alterações de próstata.

20. PAU TENENTE (Piscrama palo-amargo)
Combate cólicas hepáticas, debilidades em geral, diarreia, gases, distúrbios gastrintestinais, má digestão (pela diminuição da secreção gástrica), parasitas intestinais, constipação e anemia. Usado no tratamento de diabetes e em dietas de emagrecimento. Usado no tratamento de febre amarela e malária.

21. PEDRA UME KAÁ (Myrcia sphaerocarpa)
Usada no tratamento de diabetes e colesterol alto e em dietas de emagrecimento. Útil contra diarreias, enterites, problemas renais, hemorroidas e inflamação do útero e ovários.

22. PICÃO (Bidens pilosa)
Atua contra problemas hepáticos, desobstruente do fígado. Dissolve cálculos biliar e renal e combate a cistite. Usado no tratamento de icterícia (amarelão). Usado no tratamento de ingurgitamento das glândulas mamárias (leite empedrado).

23. POEJO (Mentha pulegium)
Combate problemas respiratórios, corizas e resfriados, má digestão, dores de barriga dos recém-nascidos, suspensão da menstruação e dismenorreia, sarnas e piolhos. Usado no tratamento de afecções bucais e dor de dentes. Útil contra infecções pulmonares, como pleurisia, pneumonia e tuberculose. Provoca sonolência e redução da lactação. Contraindicado para gestantes, especialmente no primeiro trimestre de gravidez, e lactantes.

24. PORANGABA (Cordia salicifolia)
Auxilia na eliminação de gordura, combate a celulite, colesterol e obesidade. Evita depósitos de gordura nas artérias, estimulando a circulação. Usada no combate a herpes e na prevenção e tratamento de câncer. Pode causar irritação em estômagos de pessoas sensíveis.

25. QUINA QUINA (Coutarea hexandra)
Combate arritmias cardíacas e palpitações. Usada no tratamento de anemia, convalescência, febres em geral (especialmente malária), inflamações e queda de cabelo. Contra indicado para gestantes.

26. QUIXABA (Sideroxylon obtusifolium)
Usada no combate a inflamações dos ovários e diabetes. Fecha feridas.

27. ROMÃ (Punica granatum)
Usado contra infecções intestinais com diarreias agudas com muco, pus e sangue, e na diarreia crônica e cólicas intestinais. Usado no tratamento de faringites, amigdalites, aftas, gengivites, afecções vaginais, leucorreia e herpes genital. Usado no combate á solitária e outros vermes. A dose tóxica é muito próxima da terapêutica, por isso deve ser administrado com cuidado. Tem como efeitos colaterais náuseas, vômito, cefaleia, vertigem, cegueira noturna e sonolência. Contraindicado para gestantes e pessoas com cálculos renais.

28. ROSA BRANCA (Rosa centifolia)
Usada contra inflamações e infecções uterinas e menstruação irregular. Utilizada como antisséptico para boca e garganta, olhos e ouvidos. Tônica estomacal e intestinal; resolutiva para úlceras. Usada contra problemas de fígado, náuseas e prisão de ventre. Utilizada também contra cálculos biliares. Atua no controle da pressão alta e contra problemas causados por estresse. Bom contra depressão, impotência e frigidez psicossomática.

29. SABUGUEIRO (Sambucus nigra)
Combate gripes e resfriados, bronquite e infecções das vias aéreas superiores. Resolutivo para inflamações cutâneas, infecções locais, feridas infectadas, dermatoses e doenças eruptivas, como sarampo, catapora, rubéola e varíola. Eficiente contra gota, reumatismo, pressão alta, diabetes, caxumba e flebites. Útil na eliminação de ácido úrico, cálculos renais e toxinas em geral. Usado no tratamento de movimentos involuntários de origem nervosa. Limpador da aura e constituidor do eu, infunde autoestima, confiança e amplia os sentidos.

30. SALVIA (Salvia officinalis)
Aumenta a capacidade intelectual, ativa os sentidos e a memória. Combate cansaço nervoso, depressão e esgotamento, gripes, resfriados, todo tipo de febre, afecções de boca e garganta, afecções da pele, estomatites, cólicas menstruais, distúrbios da menopausa, deficiências cardíacas, debilidade sexual, ninfomania, deficiências ovarianas, suores excessivos e suores noturnos. Reguladora da tensão arterial, tem ação sobre o pâncreas em caso de diabetes. Alivia a tosse asmática. Escurece os fios de cabelo, branqueia os dentes e fortalece as gengivas. Focalizadora das metas individuais, ajuda na externalização de sentimentos e infunde criatividade, autoconfiança, coragem e empreendedorismo.

31. SETE SANGRIAS (Cuphea balsamona)
Combate febres, moléstias venéreas, sífilis, diarreia, reumatismo, arteriosclerose, hipertensão arterial, colesterol alto e palpitações cardíacas. Ajuda a emagrecer e limpa os intestinos e rins. Útil contra dermatites, eczemas, furúnculos, pruridos, psoríase e úlceras. Alivia e fortifica o coração.

32. STÉVIA (Stevia rebaudiana)
Superadoçante não calórico. Calmante, diurético e digestivo. Combate a pressão alta, insônia, ansiedade, depressão e fadiga cerebral. Elimina toxinas e colesterol.

33. TANCHAGEM (Plantago major)
Combate tosse, inflamações da garganta e da boca, dos ouvidos, dos olhos, conjuntivites, gengivites, amigdalites, faringite, traqueíte, diarreias e distúrbios gastrointestinais, febres intestinais, apendicite crônica, inflamações renais, da bexiga, dos ovários e hemorroidas. Usada no tratamento de dores reumáticas, leucorreias, infecções vaginais, nevralgias das mamas, câncer de mama e cólica infantil. Contraindicado para gestantes.

34. UNHA DE GATO (Uncaria tomentosa)
Usada em pacientes com HIV. Previne tumores e trombose. Usada no combate a artrite, artrose, bursite, reumatismo, herpes genital e labial, hemorroidas, inflamações urinárias e sarampo. Contraindicado para gestantes e lactantes e para crianças menores de três anos, por falta de estudos adequados. Proibido tomar dois dias antes e depois da quimioterapia, devido ao forte efeito imunoestimulante.

35. URUCUM (Bixa orellana)
Combate a prisão de ventre, hemorragias, afecções do estômago, dispepsia, afecções respiratórias e alergias. Útil no tratamento de doenças coronarianas, como cardite, endocardite e pericardite. Antídoto do ácido cianídrico (veneno da mandioca brava). Protege a pele contra micoses, insetos e queimaduras.

Foto: Reprodução/Herbal Tea



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. Lucimar Cruz Beraldo Diz: julho 2, 2015 at 1:59 pm

    Adorei as matérias sobre as plantas medicinais, embora conheça várias que ainda não foram listadas. Agora, restaram algumas dúvidas: será que podemos fazer o chá sempre da mesma forma? Podemos pegar a erva diretamente do jardim ou ela deve passar por um processo prévio de secagem?
    Parabéns pela iniciativa e pelo site, que é ótimo. Beijão

  2. […] Mais 35 plantas medicinais para não tomar remédio toda hora – The Greenest Post. 28 jun 2015 Gripe? Cólica? Febre? Enxaqueca? Asma? A proposta é da Self Service Pajé, iniciativa do coletivo Opavivará! Funciona assim: você faz uma autoanálise das necessidades do seu corpo e, em seguida, procura as plantas medicinais com propriedades naturais que podem ajudar a supri-las. 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30. 31. 32. 33. 34. 35. […]

  3. […] E os benefícios da iniciativa não param por aí: a Farmácia Verde ainda doa 60 tipos diferentes de ervas frescas para a própria população poder produzir chás fitoterápicos em casa. Tem interesse no assunto? Confira 35 plantas medicinais para não tomar remédio toda hora. […]

  4. Adriana Alves Pereira Diz: outubro 12, 2015 at 10:40 am

    Muito bom…td isso!
    Sou a favor destes usos e gostaria de saber como adquiro a planta que está no item 13?
    Obgrd

  5. […] Mais 35 plantas medicinais para não tomar remédio toda hora – The Greenest Post. 28 jun 2015 Gripe? Cólica? Febre? Enxaqueca? A proposta é da Self Service Pajé, iniciativa do coletivo Opavivará! Funciona assim: você faz uma autoanálise das necessidades do seu corpo e, em seguida, procura as plantas medicinais com propriedades naturais que podem ajudar a supri-las. 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30. 31. 32. 33. 34. 35. Foto: Reprodução/Herbal Tea Débora Spitzcovsky Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo. […]

  6. susete m m flori Diz: março 27, 2016 at 7:48 am

    Ficaria muito feliz em ter uma farmacia dessa em nossa cidade,Sao Lourenço,MG assim como ter essa horta de medicamentos. Gostaria de participar , tenho um viveiro de plantas e gosto muito de remedios naturais.
    meu tel 35 3332 1316 e 9 88643757.
    Gostaria de mais informaçoes.
    Susete.

  7. Marcia Campos Diz: março 30, 2016 at 10:30 am

    Parabéns por esta conquista, são atitudes assim que nosso país precisa com
    urgência, nosso SUS está falido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *