Lixeiras de NY funcionarão como roteador de internet gratuito

Lixeiras de NY funcionarão como roteador de internet gratuito
07 set 2015

Em nosso mundo, cada vez mais conectado, a vida sem internet é muito excludente. Ainda hoje, 10% da população vive sem nenhum tipo de acesso à internet e ⅔ conta com um serviço precário e instável.

Mas e se conseguíssemos transformar lixeiras públicas em pontos de wi-fi, em bairros menos abastados? Esse é o projeto do BigBelly, que distribuirá cinco lixeiras em bairros menos favorecidos de Nova York para testar a tecnologia que oferece internet gratuitamente.

A ideia é arrecadar dinheiro, por meio da publicidade na lixeira, e transformar esse investimento em acesso à internet gratuito para a população. A conexão será de 50 a 75 megabits por segundo, potente o suficiente para baixar um filme em HD em apenas nove minutos ou importar 200 fotos em 27 segundos.

Se o prefeito autorizar, até a primavera americana algumas centenas de lixeiras serão convertidas em hotspot.

Em São Paulo, as lixeiras do bairro Jardins também foram projeto da mesma iniciativaque atua globalmente. Elas são movidas a energia solar e avisam quando estão prestes a ficar cheias.

Foto: Divulgação



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *