Israelenses desenvolvem colírio que repara córneas e promete curar miopia (sem precisar operar!)

Israelenses desenvolvem colírio que repara córneas e promete curar miopia (sem precisar operar!)
01 mar 2018

Imagina se todas as pessoas que sofressem de miopia (ou de algum outro problema nas córneas) pudessem tratá-la apenas pingando um colírio, sem precisar fazer qualquer tipo de cirurgia?

Pois, daqui a muito pouco tempo, isso pode ser possível, graças a uma equipe de cientistas israelenses que desenvolveu o colírio Nanodropsque inclusive já foi patenteado. A inovação foi desenvolvida por oftalmologistas da Universidade Bar-Ilan e do Centro Médico Shaare Zedeke e promete corrigir a miopia e recuperar as córneas dos pacientes aos poucos, conforme seu uso.

O Nanodrops já foi testado com sucesso em porcos e agora os cientistas preveem testá-lo também em seres humanos. E tem mais: o colírio promete ajudar também quem precisa usar óculos multifocais, uma vez que promete poder tratar mais este tipo de problema de visão.

O funcionamento seria mais ou menos assim: os pacientes abrem um aplicativo em seu smartphone, medem a refração dos olhos em casa, criam um padrão de laser e um padrão óptico na superfície corneana de seus olhos e, em seguida, começam o tratamento com o colírio.

Um dos médicos envolvidos na pesquisa, o Dr. David Smadja, afirmou que ainda não se tem informações precisas sobre o tempo de uso do colírio para que ele corrija os problemas de visão, mas que, se for comprovada sua eficácia, o tratamento será um método revolucionário para melhorar a visão das pessoas. O especialista, inclusive, deu uma palestra em uma conferência médica, em Jerusalém, que contou com a presença de mais de 350 pessoas, em que salientou a importância desta inovação, se ela for mesmo aprovada para ser usada em seres humanos. Nós torcemos para que sim!

Foto: Divulgação



Razões Para Acreditar
Razões Para Acreditar

Algumas razões para continuarmos acreditando em um mundo melhor! >www.razoesparaacreditar.com<

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *