Ingresso do bem! Metaleiros doam cabelo para crianças com câncer em show de rock

Ingresso do bem! Metaleiros doam cabelo para crianças com câncer em show de rock
13 jul 2015

Uma simples peruca pode ajudar (e muito!) na recuperação de pacientes com câncer: o acessório ajuda a levantar a autoestima dos doentes, o que faz uma diferença e tanto no tratamento. Consegui-la, no entanto, não é tão fácil quanto parece (e muito menos barato). O número de doadores é baixíssimo e, para complicar ainda mais, não é qualquer tipo de cabelo que rende uma boa peruca: o fio deve ser, preferencialmente, comprido, com mais de 25 centímetros, e virgem – isto é, sem tintura.

Consegue pensar em um perfil de doador ideal? Sim, os metaleiros! É verdade que eles costumam amar incondicionalmente a cabeleira, mas será que não topariam cortá-la por uma boa causa? A ONG mexicana Casa de La Amistad, que ajuda crianças carentes com câncer, resolveu fazer o convite – e marcou um golaço!

Em parceria com a agência de publicidade Ogilvy, a entidade promoveu o HairFest, festival beneficente de rock que tinha na programação mais de oito horas de música – e um minisalão de cabelereiro na entrada. É que, para assistir ao show, os metaleiros podiam escolher pagar 70 pesos mexicanos – o equivalente a cerca de R$ 14 – ou cortar a cabeleira para ajudar crianças com câncer. Adivinha qual foi a escolha da maioria?

A Casa de La Amistad arrecadou cabelo suficiente para produzir 107 perucas para as crianças com câncer. Normalmente, para conseguir esse tanto de material, a entidade precisa coletar doações por um ano inteiro. Os metaleiros arrasaram ou não na arrecadação?

Os amantes do rock deixaram o show com a cabeça mais leve (em vários sentidos) e o coração mais cheio. Assista, no vídeo abaixo, a reação das crianças ao receber as perucas!

A iniciativa fez tanto sucesso que a equipe do HairFest está prestando consultoria para replicá-la em outros países. A Colômbia saiu na frente e promoveu seu primeiro show, em maio, para ajudar mulheres com câncer. Já pensou que legal seria se houvesse uma edição no Brasil?

Enquanto o HairFest não chega por aqui, que tal ser um doador de cabelo por conta própria? Já pensou a respeito?

Foto: Reprodução/YouTube



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *