O homem que virou preso político na época da ditadura simplesmente por ser vegetariano

O homem que virou preso político na época da ditadura simplesmente por ser vegetariano
11 jan 2018

Tempos de intolerância não são fáceis. Que o diga Hernán López, argentino que foi preso na época da ditadura simplesmente por ser vegetariano. Ele foi perseguido e virou preso político na província de Santa Fé, no interior da Argentina. Sem acusação alguma, levou certo tempo para descobrir que “os argentinos têm muito orgulho de sua pecuária“.

Para ser libertado, ele – contra sua vontade – precisou comer um pedaço de bife. Depois disso, seguiu para os Estados Unidos, buscando fugir da opressão.

LEIA TAMBÉM: 
Vegetarianos vivem 20% mais, garante estudo

Toda esta história pode ser encontrada no livro jornalístico O Exilado Político Vegetariano, de Alexandre Kostolias, que é baseado em fatos reais. Com prosa leve e divertida, o escritor passeia pelas décadas de 1970 a 1990, abordando temas relacionados à tolerância, liberdade e hipocrisia.

Hoje, não só o vegetarianismo, mas diversos outros estilos de vida são aceitos pela sociedade – ainda bem. Muitas vezes a gente esquece que houve uma grande luta por trás disso!

Foto: Kevin Johnston/Creative Commons



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *