Está tudo errado! Fotógrafos da National Geographic clicam animais convivendo com plástico em seus habitats naturais

Está tudo errado! Fotógrafos da National Geographic clicam animais convivendo com plástico em seus habitats naturais
18 jul 2018

O bicho homem segue poluindo o planeta como se nada fosse. Para quem acha que um cotonete jogado privada abaixo, uma latinha de cerveja deixada na praia ou uma sacolinha plástica voando pela cidade não têm grandes consequências, reunimos oito cliques feitos ao redor do mundo pro fotógrafos da National Geographic que denunciam a presença de lixo plástico (produzido por nós, vale lembrar!) em habitats naturais bastante remotos. Confira abaixo (e clique para aumentá-las)!

1. NADANDO COM O INIMIGO

No clique do fotógrafo Thomas P. Peschak, um tubarão-baleia nada ao lado de uma sacola plástica no Golfo de Áden, no Oceano Índico, há quilômetros e quilômetros de distância da civilização.

2. MORADA DE PLÁSTICO

Já o fotógrafo Tim Laman registrou um pássaro em Queenslan, na Austrália, que construiu seu ninho com pedaços de vidro e brinquedos plásticos, tamanha é a oferta desses materiais em seu habitat natural.

3. EMBRULHADO EM PLÁSTICO

O profissional Fred Bavendam clicou um caranguejo da espécie Austrodimidia octodentata que usou uma embalagem plástica para proteger sua concha, em vez de uma esponja marinha, como fazem habitualmente. Motivo? O material é abundante no mar australiano.

4. ILHA DE PLÁSTICO

Não é à toa que as Ilhas Galápagos, no Equador, ganharam o apelido de Ilhas de Plástico, ao lado de outras ao redor do mundo. É tanto plástico no local que a iguana-marinho clicada pelo fotógrafo Tui de Roy já nem se incomoda de ter tanto lixo plástico ao seu redor. É normal, mas não devia ser…

5. MINHOCA DE PLÁSTICO

Os resíduos plásticos são tão comuns nos habitats naturais que os animais chegam a confundi-los com comida, como mostra o registro feito por Frans Lanting. Um albatroz-patinegro se alimentando de plástico em pleno Havaí, “paraíso” natural dos EUA.

6. O CORPO PEDE SOCORRO

É tanto plástico na costa do Havaí, sendo consumido por engano pelos animais, que o organismo desses bichos já pede socorro e coloca para fora as ‘porcarias’ que engolem. No registro de Frans Lanting, um filhote (!) de pássaro regurgita o plástico que comeu por engano.

7. BRINCANDO COM FOGO

No clique de Flip Nicklin, um golfinho se diverte com um suporte plástico de latinhas de cerveja que estava no fundo do mar no Havaí. Já virou brinquedo, mas não deveria…

8. MONTANHA DE LIXO

O continente muda, mas o problema não: na Etiópia, em registro feito por Karine Aigner, um grupo de hienas se amontoa no aterro de Mek’ele para se alimentar de restos de comida e ossos. Junto com o “banquete”, pedaços de plástico se misturam ao lixo do aterro e também vão para o estômago desses animais.

Chocante, não? E, pelo visto, deve piorar! Pesquisas apontam que o ser humano descarta cerca de oito milhões de toneladas de plástico nos oceanos todos os anos. É tanto lixo tóxico à biodiversidade que, se continuarmos nesse ritmo, até 2050 haverá mais plástico do que peixes em nossos mares.

Parabéns aos envolvidos… 🙁



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *