Escócia proíbe cultivo de alimentos transgênicos

Escócia proíbe cultivo de alimentos transgênicos
17 ago 2015

Desde janeiro, a União Europeia aprovou Lei que autoriza qualquer um de seus países a rejeitar o cultivo de alimentos transgênicos em seu território – seja por razões socioeconômicas, ambientais ou de espaço – e, agora, a Escócia quer fazer uso desse direito.

Oito meses depois da decisão, a nação anunciou que será o primeiro país da União Europeia a proibir o cultivo de culturas geneticamente modificadas em seu território.

“Somos conhecidos no mundo todo por nosso belíssimo cenário natural. Proibir a produção de culturas geneticamente modificadas irá proteger e melhorar ainda mais o nosso status de país verde e limpo”, afirmou em nota Richard Lochhead, ministro do Meio Ambiente, Alimentos e Assuntos Rurais da Escócia.

Será que um dia o Brasil também terá essa visão?

Foto: Kumar’s Edit/Creative Commons 



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. Lindomar Maria da Silva Diz: agosto 19, 2015 at 6:43 pm

    Como o Brasil em geral, figura nos últimos lugares no ranking mundial em quase tudo, e somos o primeiro lugar tb neste ranking no uso de agrotóxicos, é lógico esperar tb que seja o último a sair desta triste estatística. A única preocupação no Brasil com a agricultura é lucrar e, muito!!!!!!!!!!!!!!! Altos rendimentos. Nimguém está preocupado com contaminação de solos e rios, lençol freático, chuva ácida ou coisas afins.

  2. […] A Escócia foi a primeira a requerer o benefício. A Irlanda do Norte curtiu a ideia, entrou no embalo e anunciou que também irá proibir o cultivo de culturas geneticamente modificadas em seu território. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *