Misturar lixo orgânico e reciclável é crime no Canadá

Misturar lixo orgânico e reciclável é crime no Canadá
23 fev 2015

Por muitos anos, a prefeitura de Vancouver tem recomendado o descarte do material orgânico no green bin (lixo verde, em português), mas agora a coisa é para valer. Desde o começo de 2015 é lei: os moradores não podem mais misturar lixo orgânico com recicláveis. Depois de seis meses de “aviso”, quem não seguir a regra será punido.

A medida foi tomada pela prefeitura, junto com a ONG Metro Vancouver. Segundo Greg Moore, diretor da organização, todos são impactados pela medida. “Nós precisamos pensar diferente. Precisamos pensar sobre como separamos nossos resíduos orgânicos, recicláveis e nosso desperdício sólido”, explica.

Atualmente, cerca de 60% do lixo da cidade é reciclado. A meta é que até 2020 esse índice suba para 80%. O resíduo orgânico da cidade é coletado e encaminhado para compostagem industrial e tudo é transformado em biocombustível e adubo, ajudando no cultivo de hortas.

Além de reduzir a dependência dos lixões, diminui a emissão de gases de efeito estufa e ajuda a combater o desperdício. Ao separar o lixo, as pessoas passam a reparar na quantidade de comida que está sendo jogada fora e, quem sabe, repensam seus hábitos.

Assista, abaixo, ao vídeo da ONG.

Foto: Reprodução



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Ricardo Regueira Diz: novembro 18, 2016 at 12:14 am

    Isso é um grande exemplo de uma verdadeira democracia! Criminaliza, para exigir o cumprimento de uma norma. Pune, para ter ordem e respeito. Usa da coerção, para garantir a liberdade. Democracia é isso, exige o cumprimento das obrigações, para depois dar direitos. Democracia é o povo educado para entender sua filosofia e saber exercê-la.

    • Ricardo, eu respeito seu comentário, mas eu moro em vancouver há 2 anos e as coisas não são bem assim. É muito fácil mostrar o lado teórico sem ver o prático. Não são todos os lugares que tem fiscalização. No meu prédio, por exemplo, eu posso jogar um plástico no meio da compostagem e ninguem vai saber que fui eu. Eu faço a minha parte, separo tudo direitinho, mas eu vejo muita coisa errada mesmo tendo “leis severas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *