Para já começar o ano sendo saudável! 9 alimentos naturais que vão bombar em 2018

Para já começar o ano sendo saudável! 9 alimentos naturais que vão bombar em 2018
14 dez 2017

Já noticiamos aqui, no The Greenest Post, a iniciativa Whole Foods Market, uma rede de supermercados dos Estados Unidos que, entre outras ações, mantém uma estufa em seu telhado para comercializar alimentos frescos aos seus clientes e tem como diretriz oferecer apenas produtos e alimentos naturais, orgânicos e/ou sem conservantes aos consumidores. , divulgou recentemente seu relatório de tendências nutricionais para o ano-novo

Recentemente, a Whole Foods Market divulgou relatório em que aponta as tendências nutricionais para o ano de 2018 entre os alimentos naturais. Para chegar ao resultado, a rede de supermercados consultou seus parceiros ao redor do mundo, desde sommeliers até especialistas em carne, e analisou os hábitos alimentares de seus clientes e consumidores em 2017, identificando os produtos que estão cada vez mais em alta nas prateleiras e prometem bombar em 2018. 

Segundo o relatório, as queridinhas do ano que está chegando são flores, cogumelos, bebidas gasosas de baixa caloria e superfoods em póAlém disso, o estudo enfatizou a transparência na informação dos produtos como prioridade para 2018, afinal os consumidores estão cada vez mais exigentes sobre o que estão consumindo e os fabricantes precisam responder a altura. 

Confira abaixo lista com as 9 principais tendências da nutrição natural em 2018.

1. FLORES
Lavanda, rosa e hibisco são alguns exemplos de flores cujo uso tende a crescer no mercado, em produtos como leites e snacks, por exemplo.

2. SUPERALIMENTOS EM PÓ
Matchá e cúrcuma já conquistaram o público em 2017 e, em 2018, prometem continuar a ser tendência. Além deles, a maca peruana e o cacau completam a lista de preferências dos consumidores, aparecendo em barras de nutrição e até em sopas e carnes.

3. COGUMELOS
Cada vez mais presentes em café e chás.

4. ESPECIARIAS DO ORIENTE MÉDIO
Especiarias como harissa, cardamomo e zátar virarão tendência.

5. SNACKS AERADOS
Chips mais secos e crocantes substituirão as opções gordurosas das prateleiras.

6. LEITES VEGETAIS
Leites sem proteína animal – como os de castanha, amêndoas e aveia – estarão em alta.

7. PRODUTOS PLANT-BASED
Produtos que são parecidos visualmente – e até têm gosto similar – a carnes, laticínios e derivados, mas têm como base alimentos vindos da terra, como soja e feijão.

8. BEBIDAS COM GÁS
Em substituição aos refrigerantes comuns, bombará nas prateleiras uma opção com bem menos açúcar: as bebidas gasosas e espumantes, como chás e sodas com fruta. 

Foto: barnimages.com/Creative Commons



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *