Cientistas criam tijolos ecológicos a partir de urina humana

Cientistas criam tijolos ecológicos a partir de urina humana
26 nov 2018

A urina já foi utilizada em um festival europeu como fonte de energia renovável para abastecer letreiros ilustrativos. Agora a novidade são tijolos ecológicos, desenvolvidos por uma estudante de mestrado da Universidade de Cape Town, Suzanne Lambert, feitos a partir de urina masculina.

Conhecida como bio-bricks, a tecnologia é a mistura do resíduo corpóreo, areia e algumas bactérias. A areia é misturada com uma bactéria que produz a urease – enzima fundamental para a reação química. O processo natural utilizado é o de precipitação de carbonato microbiano, que utiliza a ‘urease’, para“quebrar” a uréia produzindo o carbonato de cálcio. Segundo o supervisor da estudante, Dyllon Randall, as conchas do mar realizam um processo parecido.

Esse composto é misturado com a areia e o resultado é forte suficiente para garantir uma construção segura. A resistência do tijolo pode ser regulada de acordo com a necessidade da construção – basta aumentar o processo químico todo.

A mistura possibilita um material que aproveita o desperdício para gerar moradia e matéria prima para a área de construção civil – uma das mais poluentes do mundo inteiro! Outro ponto positivo é que não é necessário calor para produzir o tijolo (enquanto os convencionais precisam de 1400 graus celsius.



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *